Palácio de Mármore é orgulho para a cidade de Santo André

4141 5

13059779_1805938199640860_1969239395_n

* Carlos Alberto Coquinho Bazani – Pouca gente sabe ou mesmo conhece. Mas a cidade de Santo André tem um Palácio, mais precisamente um Palácio de Mármore, um jardim suspenso, com muito luxo, pompa e bom gosto, nas instalações da cincoentona Moinho São Jorge, na Avenida dos Estados. O local já recebeu autoridades de todo o Mundo e brasileiros de todos os naipes.

13081791_1805938129640867_556630208_nO jardim suspenso, anexado ao enorme e bem decorado salão de festas, conhecido como Palácio de Mármore, no último andar do edifício, em Santo André, foi inaugurado pelo então secretário geral da ONU, Dag Hammarskjoeld, e recebeu presidentes, imperadores, artistas e personalidades de destaque nacional e internacional.

 

13059385_1805937816307565_1927331213_nEspaço sediou inúmeros casamentos e formaturas naquele agradável ambiente

13081874_1805938002974213_2004211478_nNo oitavo andar do Moinho, a capela de São Jorge, padroeiro do Grupo, representa uma verdadeira obra de arte, com vitrais de autoria e execução do renomado Arystarch Kaszkurewicz, cujas obras são encontradas em inúmeras igrejas católicas, em vários estados brasileiros; seu trabalho é destacado no livro “O arquiteto dos Deuses”.

Tudo começou em Bica da Pedra, hoje Itapuí, onde a família Chammas detinha um pequeno comércio que evoluiu e logo se tornou um atacadista e importador de expressão na região de Jaú, a Casa Chammas. Já na década de 1940, Adib Chammas e João Chammas destacavam-se no comércio de gêneros alimentícios, importação e exportação, com foco na farinha de trigo, enlatados, bebidas, café e algodão, e ao longo de sua trajetória, atuaram em diversificados setores econômicos, com ênfase aos setores trigo e derivados, laticínios, têxtil e automotivo.

fachadamoinhoA história do Moinho São Jorge começou em 1951, quando se iniciaram as obras e a importação de máquinas da Alemanha para aquele que viria a ser o maior e mais moderno moinho de trigo do mundo daquela época. Convidado pelo presidente Getúlio Vargas, Adib Chammas foi o primeiro empresário brasileiro a instalar uma grande unidade moageira no Estado de São Paulo, e escolheu a cidade de Santo André por fazer divisa com o maior centro consumidor do país – São Paulo, e por ser próximo de Santos, além de possuir uma linha férrea que cruzava a cidade.

Desde a iniciação, até o presente, elevados investimentos tem sido feitos na planta e nos processos industriais de modo a manter-se no ápice da tecnologia, propiciando qualidade e eficiência de produção. Além de seu parque industrial moderno e eficiente, as imponentes instalações do Moinho São Jorge refletem a importância e a representatividade da empresa na economia nacional, alavancada pelo prestígio de seus acionistas.

12735671_1776506772584003_1767669755_n* Carlos Alberto Coquinho Bazani é natural de Santo André. Foi colaborador do Jornal Informação Resumo Jovem; da Gazeta do Grande ABC; da Rádio Orion FM e trabalhou na Assessoria de Comunicação e na Secretaria de Educação Cultura e Esportes de Santo André. É membro eleito do Conselho Diretor do Fundo de Cultura, além de coordenador do Bloco O Beco do Conforto. Contato com o colunista: carlosalbertobazani@gmail.com.br

Total 8 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

5 Comentários on "Palácio de Mármore é orgulho para a cidade de Santo André"

    • Regiane

      Parabéns pela reportagem Coquinho! Importante divulgar as coisas boas de nossa cidade e país pois elas existem! E certamente essa é uma delas! A minha pergunta o palácio suspenso é aberto para visitas? Abs

  1. Carlito Sukorski

    Muito bom Coquinho. Tive o privilégio de participar de grandes bailes de formatura lá no Palácio. Me lembro que a gente pegava o elevador e quando chegava ao topo, estava com o terno todo marcado de farinha de trigo. Muita saudade.

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *