Vôlei Nestlé viaja confiante para enfrentar o Rexona-Sesc

454 0

Da Redação – No primeiro turno, no ginásio José Liberatti, o Vôlei Nestlé marcou 3 sets a 2, no Rexona-Sesc, única derrota do rival carioca nesta edição da Superliga 2016/17. Por esse motivo, e por ter superado o Dentil/Praia Clube na rodada passada com grande atuação, o time de Osasco vai para o Rio de Janeiro confiante em busca de mais um resultado positivo.

Com 45 pontos, o técnico Luizomar e suas comandadas ocupam a vice-liderança e terão pela frente o primeiro colocado, com 53. O confronto será realizado na Arena da Barra, nesta sexta-feira (3), às 21h30, com transmissão do SporTV.

Dani Lins tem experiência no maior clássico do vôlei brasileiro e acredita que o Vôlei Nestlé tem condições de ganhar se entrar focado. “A vitória do primeiro turno passou, já faz um tempo daquele jogo e depois tivemos várias outras vitórias e também derrotas. Temos de pensar que será outra partida difícil e na casa delas. O local é diferente, mas elas estão treinando lá desde segunda-feira, então só será novo para a nossa equipe. O Vôlei Nestlé vem de uma boa atuação diante do Dentil/Praia Clube e precisa colocar como referência essa partida. Estamos jogando muito bem como mandante e oscilando fora de casa, por isso, estamos treinando bastante para melhorar neste aspecto. Será importante entrarmos determinadas, focadas e acreditando que temos condições de ganhar”, afirma a levantadora.

Tandara acredita que a responsabilidade está do lado adversário, mas que a vitória no turno e na rodada anterior dá moral ao elenco. “Jogamos muito bem na vitória contra o Dentil/Praia Clube, em casa. Nosso saque e sistema defensivo funcionaram bastante. Então, acredito que esses fatores possam influenciar nessa partida também. O time está confiante que pode ganhar. Elas estão na liderança, portanto, a responsabilidade é delas, mas vamos para cima e estamos treinando para conquistar a vitória. Estamos adquirindo confiança a cada treino e jogo e uma boa atuação terá como consequência um placar positivo. O primeiro turno ficou no passado, mas claro que acreditamos pelo resultado que tivemos contra elas em casa e isso certamente ajuda, principalmente por ser a única equipe que venceu o Rexona na Superliga”, garante a ponteira.

Esse confronto foi disputado 81 vezes na história da Superliga e a equipe carioca leva vantagem com 46 vitórias contra 35. Nos últimos 23 jogos pela competição nacional, o Rio de Janeiro soma 13 vitórias contra 10 de Dani Lins e suas companheiras. Somando todos os campeonatos, de 2009 para cá, o time de Osasco está em desvantagem de 15 a 11. Esses são os clubes mais vitoriosos do vôlei brasileiro. São 11 títulos de Superliga e 4 Sul-Americanos pelo lado do Rexona-Sesc. Já a agremiação de Osasco tem cinco conquistas de Superliga, é tetracampeã Sul-Americana e campeã do Mundial de Clubes, em Doha/2012.

No momento, o Vôlei Nestlé se destaca nas estatísticas da CBV no fundamento ataque, liderando com 29,02% de eficiência, e sendo o segundo em defesa, com 40,73%. Individualmente, a ponteira Tandara é a segunda melhor atacante, com 29,11%, Paula a terceira, com 27,65%. Camila Brait aparece na terceira posição em defesa, com 39,14%, e Bia, sexta colocada em aproveitamento de bloqueios, é a jogadora com mais pontos anotados com “paredão” certeiro, com 71 pontos neste fundamento, dez a mais que a segunda, a central Valquíria, do Genter Vôlei Bauru.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Vôlei Nestlé viaja confiante para enfrentar o Rexona-Sesc"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *