Vacinação é uma questão de responsabilidade social

70 0

* Ubiratan Figueiredo – O assunto mais abordado atualmente em todas as mídias é, com certeza, a vacina para a Covid-19. Temos visto que diversos países possuem empresas com estudos avançados e, como é bastante interessante estudar a vacina onde ainda não se tem controle dos casos, o Brasil está incluso em muitos desses estudos, devido ao descontrole da disseminação do vírus. Porém, há uma questão que se sucederá e se mostrará de importância crucial: a população se sentirá segura e disposta a tomar a vacina?

Segundo a pesquisa do Ibope Inteligência, um a cada quatro brasileiros pode não se vacinar contra o novo coronavírus, quando a imunização estiver disponível. As motivações e riscos do comportamento são diversos, como preocupações com o avanço muito rápido dos testes clínicos, efeitos colaterais, ou mesmo os que não acreditam na eficácia da imunização.

Para atingir a confiança necessária para a imunização coletiva, há uma série de recomendações aos governos de todos os países. Entre elas, a mobilização para promover uma comunicação mais clara e consistente sobre como as vacinas funcionam e são desenvolvidas, bem como a importância da cobertura global para o combate ao vírus.

Para conseguirmos combater e proteger a população contra a infecção pelo novo Coronavírus, a forma mais eficaz de se imunizar é, sem dúvida, através da vacina. Apenas a vacinação em massa será capaz de estimular em cada indivíduo a produção de anticorpos contra o vírus, e desta forma, evitar que a pessoa vacinada venha a contrair a doença quando em contato com o microrganismo. Um medicamento com ação antiviral precisa atuar de forma muito específica no ciclo do vírus, ou seja, a procura dos medicamentos para a Covid-19 busca apenas amenizar os sintomas causados pela doença.

Qualquer notícia sobre a produção das vacinas contra a Covid-19 sempre deixa a população esperançosa, mas antes que ela chegue amplamente, é necessário garantir que seja um produto seguro e eficaz para ser utilizado. Sabemos que o desenvolvimento é demorado, mas é nossa única esperança na busca do convívio em sociedade novamente.

* Ubiratan Figueiredo é vereador na Câmara Municipal de São Caetano do Sul

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Vacinação é uma questão de responsabilidade social"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *