Urnas trazem derrocada eleitoral à esquerda nunca vista e onda azul vitoriosa no ABC

1145 0

* Professor Isaías Gomes de Lima – Em eleições atípicas, resultados eleitorais igualmente atípicos. Desde 1982, o PT jamais havia ficado sem uma Prefeitura por aqui, só não governou São Caetano.

Desta feita, o PSDB foi o grande vencedor. Verdadeira avalanche sacudiu as cidades do Grande ABC nestas eleições, e as urnas deram mesmo um recado em todo país. Aqui, em nossa Província, o PSDB abocanhou quatro prefeituras: Santo André, São Bernardo, São Caetano e a pequena Rio Grande da Serra. Neste movimento inusitado, o PT perdeu três prefeituras de uma só vez. Ficou sem nenhuma, fato que não ocorria desde 1982.

No vazio de lideranças que assola o país, três caras novas irão assumir prefeituras de Santo André, Paulo Serra – PSDB; São Bernardo (Orlando Morando – PSDB) e Mauá (Atila Jacomussi – PSB). Ribeirão Pires preteriu candidatos nativos, elegendo um forasteiro: Kiko – PSB, ex-prefeito de Rio Grande da Serra.

Em Santo André, o petista Carlos Grana tentava a reeleição, mas perdeu para o tucano Paulo Serra, ex-vereador e ex-secretário de Obras do próprio Grana, obtendo apenas 20,33% dos votos válidos, contra 79,65% de Paulinho Serra. Em Mauá, o prefeito Donisete Braga (PT) obteve 35,82% dos votos válidos, mas foi derrotado por Atila Jacomussi (PSB), que somou 64,18% dos votos válidos.

Em São Bernardo, berço do PT e reduto político do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Orlando Morando teve 60,44% dos votos válidos e venceu Alex Manente (PSB), com 39,56%. Muita gente não atendeu ao pedido das lideranças petistas que indicavam o voto para Alex Manente. Mas o próprio Lula se recusou  a votar pelo fato de o petista Tarcisio Secoli ter saído do páreo já no primeiro turno.

Diadema reelegeu Lauro Michels (PV), com 57,7% dos votos válidos, derrotando o candidato republicano Vaguinho, do PRB, que ficou com apenas 42,3% dos votos válidos. São Caetano não reelegeu o peemedebista Paulo Pinheiro, e trouxe de volta o conhecido José Aurichio Jr. Em Rio Grande da Serra, outro tucano, Gabriel Maranhão, ganhou novo mandato.

Digno de nota ainda observar que no conjunto das 39 cidades da Região Metropolitana da Grande São Paulo, o PT ficou somente com Prefeitura de Franco da Rocha. O eleitorado foi implacável com o PT, também na Capital, em Osasco e Guarulhos. A derrota foi tão significativa que o o PT ganhou em uma única Capital: Macapá, no distante Amapá; PC do B fez a pequena Aracaju-SE.

Outro fato digno de nota é o provável desinteresse do eleitor nestas eleições. Num universo de 118.755.019 eleitores, mais de 25 milhões de eleitores (17,58%) não compareceram às urnas para votar no primeiro turno das eleições municipais em todo o país. No segundo turno. o fenômeno se repetiu: 21,6% (7.088.094) não foram votar. Somados os votos brancos, nulos e abstenções, chega a 32% do eleitorado.

Resultado das urnas neste 2016 dá recado às esquerdas, em especial ao petismo; a políticos tradicionais e sinalizam para necessidade de profunda reflexão. Mudou. Pode-se dizer, uma guinada à direita. Saltamos do neoliberalismo (inclusive com o PT no governo) para  um conservadorismo com uma crise no seu bojo. Não sei onde vamos parar.

Em tempo: dois vereadores reeleitos de Santo André tiveram os registros de candidatura indeferidos pelo Tribunal Regional Eleitoral de SP: José Montoro Filho (PT) e José de Araújo (PSD), impugnados como Ficha Suja. Podem recorrer da sentença.

14196015_1256248994406895_7995966311156549871_o

* Isaías Gomes de Lima é professor de Filosofia, História, Literatura, Espanhol e Inglês. Atuou como revisor/redator na Revista República, como professor de Espanhol e Inglês na Fundação Florestan Fernandes (Diadema) e formou profissionais para o setor plástico. e-mail para contato

Total 7 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Urnas trazem derrocada eleitoral à esquerda nunca vista e onda azul vitoriosa no ABC"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *