Tite vê, mas não enxerga…

589 0

Às vezes, é bem complicado escolher o tem principal desta coluna, e hoje é um bom exemplo disso.

Eu poderia, claro, destacar nesta primeira rodada do Campeonato Brasileiro as incontestáveis vitórias de dois dos seus principais candidatos ao título, o Flamengo/RJ e o Palmeiras. E se o Verdão goleou – e por 4 a 0! – um adversário indiscutivelmente mais fraco, o Mengão ganhou de outro fortíssimo postulante à taça, o Cruzeiro/MG – e de virada: 3 a 1!

Eu também poderia comentar sobre a surpreendente vitória do Santos diante do Grêmio/RS – 2 a 1. E fora de casa! Da mesma forma, poderia escrever sobre a derrota do atual tricampeão paulista, o Corinthians, para o Bahia/BA (3 a 2), ou então lembrar que o São Paulo, agora já com seus novos reforços, passou sem grandes problemas pelo Botafogo/RJ – 2 a 0.

Aliás, por lembrar no time carioca, eu também poderia alertar que o futebol do Rio de Janeiro corre um sério risco de passar o maior vexame de sua história neste ano, já que além da equipe da Estrela Solitária também o Vasco da Gama/RJ e o Fluminense/RJ são, desde já, seríssimos candidatos ao rebaixamento à Série A de 2020.

Mas eu prefiro, desta vez, utilizar o espaço de que disponho para fazer a minha parte e ao mesmo tempo justiça a um grande injustiçado. Refiro-me ao goleiro santista Vanderlei, que há pelo menos três anos é o melhor da posição no País e até hoje não teve uma única oportunidade na Seleção Brasileira. Na manhã deste domingo, ele foi o grande responsável pela vitória de sua equipe na Arena do Grêmio/RS, que aliás teve como um de seus espectadores justamente o treinador do selecionado nacional, Tite.

Foi nas fuças do homem encarregado de convocar os melhores jogadores do Brasil que Vanderlei teve mais uma dentre tantas memoráveis atuações. A menos que tenha (propositadamente, é claro) fechado os olhos a cada defesa do camisa 1 do Peixe, Tite acabou sendo obrigado e ver uma partida perfeita do goleiro. E, sem graça, deve ter rezado para que ninguém o perguntasse sobre os motivos de jamais tê-lo chamado, nem que fosse para um amistoso contra um Panamá qualquer da vida. Está aí uma boa pergunta.

Na verdade, meus amigos, quem define os goleiros da Seleção Brasileira não é o técnico da Seleção Brasileira, mas sim o seu preparador de goleiros. E quem diz isso não sou eu, é o próprio Cláudio André Taffarel, um dos personagens do futebol mais arrogantes que tive o desprazer de entrevistar em meus mais de 30 anos de carreira. Para o ex-camisa 1 de Internacional/RS, Atlético/MG e de outros clubes, nunca na história deste País houve alguém melhor do que ele sob o travessão. Portanto, jamais haverá alguém melhor do que ele capaz de decidir quem deve ser chamado e, até mesmo, quem deve ser escalado.

E por que ele não convoca o goleiro do Santos? Está aí uma outra boa pergunta. Por isso, de nada adiantou a Vanderlei brilhar mais do que o Sol desta manhã de domingo na capital gaúcha, pois Tite até viu sua atuação.

Mas com certeza novamente não a enxergou.

Curtinhas

E a briga continua… – A emissora que detém os direitos de transmissão do Campeonato Brasileiro e o atual campeão brasileiro seguem sem acordo. Com isso, a partida de estreia do Palmeiras no torneio não pôde ser exibida pela Rede Globo, que também não pôde comercializá-la no sistema pay-per-view. Ainda que reconheça o direito do clube, há anos relegado a segundo plano pela emissora, de brigar pelos seus direitos, na prática esta é uma briga que ninguém ganha, pois a Globo perde em audiência e arrecadação e o Verdão em exposição de sua camisa e de seu patrocinador. Há quem afirme que o acordo sairá nos próximos dias.

Amargos regressos – Três das quatro equipes que retornaram à elite do futebol brasileiro em 2019 estrearam muito mal neste fim de semana. Avaí/SC, Fortaleza/CE e CSA/AL perderam, respectivamente, para Atlético/MG (2 a 1), Palmeiras (4 a 0) e Ceará/CE (4 a 0). Só o Goiás/GO, dentre os recém-chegados, conseguiu se dar bem – ganhou do Fluminense/RJ, e no Maracanã, por 1 a 0.

Segundona – Como pouca gente lhe dá bola, sempre é bom lembrar que a Série B do Brasileirão também começou neste fim de semana. Com exceção de Coritiba/PR e Ponte Preta, que se enfrentam nesta segunda-feira, 29.04, as outras 18 equipes entraram em campo na sexta e no sábado últimos. Os principais destaques ficaram com o Atlético/GO, que venceu o São Bento em Sorocaba/SP, por 3 a 1, e o estreante Botafogo de Ribeiro Preto/SP, que diante de sua fanática torcida passou fácil pelo Vitória/BA: 3 a 1.

Talvez falte laranja pra tanta festa – A Internacional venceu o Santo André por 2 a 1, nesse domingo, em casa, na primeira partida final da Série A-2 do Campeonato Paulista. Agora, o time de Limeira jogará por um empate simples na próxima quarta-feira, feriado do Dia do Trabalho, para conquistar o título da competição. Vale lembrar que ambas as equipes já estão garantidas na elite do futebol paulista no ano que vem.

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Tite vê, mas não enxerga…"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *