SP lança Prospera Mulher para incentivar a inclusão em lares monoparentais

41 0

Programa oferece renda, mentoria, qualificação e acompanhamento a mulheres em extrema pobreza e com dependentes na primeira infância

Da Redação – O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Desenvolvimento Social, lançou o programa Prospera Mulher, que promove geração de renda, autonomia e mobilidade social, por meio do acesso ao mundo do trabalho e inclusão.

“O Governo de São Paulo trabalha prioritariamente para a população mais fragilizada, mantendo sempre um olhar atencioso para as famílias monoparentais lideradas por mulheres, que desempenham papéis duplos na criação dos seus filhos enfrentando múltiplas vulnerabilidade sociais”, comenta a Secretária de Desenvolvimento Social do Estado de São Paulo, Célia Parnes.

O programa tem como premissa a inclusão produtiva, estimulando a geração de renda através do acesso ao trabalho, empreendedorismo, capacitações e oportunidades de ofício atrelado a um plano de futuro que combina aspirações pessoais, profissionais, sociais e financeiras, além do incentivo à bancarização e cultura de poupança, com a transferência de recursos.

O apoio financeiro, com acompanhamento contínuo para desenvolvimento de vínculo interpessoal e referência positiva, acontece com a transferência de renda para a manutenção de despesas primárias, com valores a partir de R﹩100,00 mensais, e incentivos financeiros destinados à compra de ferramentas de trabalho e à cultura de poupança e bancarização, que chegam a até R﹩ 2.000,00.

Esta primeira fase do Prospera Mulher visa beneficiar 12 mil famílias em todo o Estado e tem como público-alvo as chefes de famílias monoparentais, com crianças de 0 a 6 anos, e que estejam em situação de extrema pobreza, (ou seja, que sobrevivem mensalmente com até R﹩89 por pessoa), devidamente cadastradas no CadÚnico e, preferencialmente, atendidas por programas e serviços destinados à primeira infância.

Elaborado com base na bem-sucedida metodologia do Prospera Jovem, que já impulsionou a mobilidade social de 400 estudantes da região do Vale do Ribeira, o Prospera Família tem como premissa a inclusão produtiva, estimulando a geração de renda através do acesso ao trabalho, empreendedorismo e oportunidades de ofício atrelado a plano de futuro combinando aspirações pessoais, profissionais, sociais e financeiras; e o incentivo a bancarização e cultura de poupança, com a transferência de recursos.

Os 23 municípios que participarão desta primeira fase do programa são: Miracatu, Iguape, Capão Bonito, Francisco Morato, São Lourenço da Serra, Embu-Guaçu, Pirapora do Bom Jesus, Juquitiba, Cajamar, Itanhaém, Guararema, Bertioga, Biritiba-Mirim, Teodoro Sampaio, Peruíbe, Mongaguá, Embu das Artes, Itararé, Poá, Registro, Arujá, Itaquaquecetuba e Carapicuíba.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "SP lança Prospera Mulher para incentivar a inclusão em lares monoparentais"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *