SP atende demanda do Consórcio ABC e amplia operação da CPTM

34 0

A partir de terça-feira (4/5), será possível viajar entre Rio Grande da Serra e Jundiaí sem a necessidade de mudança de trem na Estação Brás

Texto: Rodolfo Albiero (CIGABC) – Crédito-foto: Governo do Estado de São Paulo

Da Redação – A população do Grande ABC passa a contar, a partir desta terça-feira (4/5), com viagens ininterruptas de trem entre Rio Grande da Serra e Jundiaí, passando por Ribeirão Pires, Mauá, Santo André e São Caetano do Sul e por São Paulo. Com a medida, o Governo do Estado atende uma demanda antiga do Consórcio Intermunicipal Grande ABC.

Da Redação – A partir de terça-feira, a Companhia Paulista de Trens Metropolitanos (CPTM) iniciará a prestação do Serviço 710, nas Linhas 7-Rubi e 10-Turquesa. Durante toda a operação comercial (4h à meia-noite), todos os dias, incluindo fins de semana e feriados, o destino final das duas linhas deixará de ser a Estação Brás, que, apesar da importância para a mobilidade dos passageiros de toda a Grande São Paulo, será apenas uma das 31 estações do percurso, que poderá ser realizado de ponta a ponta em aproximadamente 2 horas de 8 minutos.

Tanto no horário de pico da manhã quanto no final da tarde, a CPTM terá uma concentração maior de trens entre as estações Francisco Morato, na Linha 7, e Mauá, na Linha 10. Neste trecho a demanda de passageiros é maior, e o intervalo médio entre os trens será de seis minutos. Nas pontas, entre Francisco Morato e Jundiaí e entre Mauá e Rio Grande da Serra o intervalo médio será de 12 minutos.

Mesmo com o novo serviço, o Expresso Linha 10, que faz a ligação entre as estações Santo André e Tamanduateí, com parada apenas em São Caetano, continua funcionando normalmente nos horários já estabelecidos. “Os passageiros da Linha 10-Turquesa possuem uma demanda antiga para que a linha chegue às Estações Luz e Barra Funda, e o Serviço 710 irá atender esse pedido tão justo e importante. Além disso, os passageiros da Linha 7-Rubi terão um acesso direto à Linha 2-Verde do Metrô, por meio da Estação Tamanduateí, e poderão acessar o ABC sem necessidade de transferência entre trens”, explica o secretário estadual de Transporte Metropolitanos de São Paulo, Alexandre Baldy.
“O novo serviço da CPTM representa um ganho significativo para a Mobilidade Urbana de todo o Grande ABC. A partir de agora, os moradores que utilizam o trem passam a ter acesso direto a mais duas linhas do Metrô, a 1-Azul e 4-Amarela, na Estação da Luz, e também ao terminal intermodal da Barra Funda e às estações da  Linha 7-Rubi”, afirmou o presidente do Consórcio ABC e prefeito de Santo André, Paulo Serra.

Histórico

A medida é uma demanda antiga do Consórcio Intermunicipal Grande ABC na tentativa de otimizar o transporte público na região. A Linha 10-Turquesa ligava o ABC à Luz até agosto de 2011, quando o Governo do Estado inaugurou novas estações da Linha 4-Amarela do Metrô. A partir de então, a CPTM interditou o trecho Brás-Luz do trem, sob a justificativa de que o ramal seria reformado, e, em alguns meses, entregue novamente à população. A retirada da estação Luz do trajeto, no entanto, tornou-se definitiva em dezembro do mesmo ano.

Desde a mudança, a estação Brás passou a ser a parada final para os passageiros vindos do ABC, que passaram a precisar realizar novas baldeações para chegarem à Luz. Em fevereiro de 2012, o Consórcio ABC realizou uma audiência pública com representantes da CPTM para solicitar a volta do ponto final da Linha 10-Turquesa na estação da Luz. O colegiado de prefeitos promoveu a iniciativa atendendo a demandas de usuários que se sentiram prejudicados com a mudança.

Na audiência, a companhia estadual justificou ao Consórcio ABC e à população da região que a mudança tinha como objetivo proporcionar mais conforto aos passageiros na Luz, que contava com um fluxo diário de 500 mil pessoas na época e teve seu movimento aumentado com a inauguração da Linha 4.

Em 2013, o então secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, informou ao Consórcio ABC que a Linha 10 poderia voltar a operar até a Luz quando fosse inaugurado o Expresso ABC. O serviço passou a operar em novembro de 2016, de segunda a sexta-feira, nos horários considerados de pico, entre as estações Prefeito Celso Daniel-Santo André e Tamanduateí, com parada única na estação São Caetano. A retomada, no entanto, não foi efetivada a partir da ocasião.

Em 2019, a CPTM anunciou que estava em estudo o retorno da estação da Luz, na capital, no trajeto dos trens da linha 10-Turquesa. Dois anos depois, a medida será viabilizada com a prestação do Serviço 710, que passa a funcionar a partir desta terça-feira (4/5).

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "SP atende demanda do Consórcio ABC e amplia operação da CPTM"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *