Skatescola de RGS traz referência do Street para bate-papo com alunos

827 0

Da Redação – A 2ª edição do projeto Skatescola, Superando Obstáculos terá a terceira aula magna, na próxima terça-feira, dia 6, a partir das 10h. O convidado da vez é Fábio Sleiman, vencedor de circuitos internacionais na Alemanha, Itália e Holanda e um dos principais nomes do street do Brasil.

A atividade, destinada aos alunos do projeto, já contou com a presença do bicampeão brasileiro Márcio Tarobinha, que falou sobre o auge no esporte, a entrada no universo das drogas, a nova fase da vida após a superação dos vícios e o propósito de motivar crianças e adolescentes que almejam ser esportistas.

A segunda aula magna do projeto recebeu a impressionante história de João Henrique, o John, atleta amador amputado, que participa de festivais e palestras mostrando as dificuldades enfrentadas pelas pessoas com mobilidade reduzida no universo esportivo.

O convidado da vez é Fábio Sleiman, vencedor de circuitos internacionais na Alemanha, Itália e Holanda e um dos principais nomes do street do Brasil. Na aula magna, o atleta contará façanhas e dificuldades de sua carreira, apresentará algumas manobras e dará dicas para os alunos se empenharem ainda mais na prática do skate.

Com o apoio da Prefeitura de Rio Grande da Serra, o “Skatescola, Superando Obstáculos” é um projeto realizado em parceria pela Associação Aprisco de Rio Grande da Serra e Secretaria de Esporte, Lazer e Juventude do Governo do Estado de São Paulo, com patrocínio da Unipar Indupa, que oferece aulas de skateboard pelo período de um ano, gratuitamente, a jovens de áreas carentes de Rio Grande da Serra.

Os participantes recebem kit lanche composto por uma barra de cereal e água após todas as aulas, camiseta do projeto e todos os equipamentos necessários – skate e itens de segurança.

O projeto acontece na Pista Municipal Sandro Dias Mineirinho, no centro de Rio Grande da Serra, e as aulas ocorrem todas as terças e quintas-feiras, para 4 turmas de 20 alunos, sendo 2 turmas formadas por alunos entre 8 e 12 anos e 2 turmas para alunos entre 13 e 17 anos.

Além da obrigatoriedade de estudar em escola pública e ter entre 8 e 17 anos, é preciso que os pais ou o responsável assinem uma autorização para admissão no projeto.

As aulas são ministradas por dois professores – Vanderley Arame e Elber Bereta – com ampla experiência na modalidade, sendo que, nesta edição, a metodologia é fornecida pelo padrinho da pista, o hexacampeão mundial de skate Sandro Dias Mineirinho.

O projeto visa ensinar fundamentos básicos da modalidade olímpica – integrará o evento a partir de 2020 em Tóquio, Japão -, tanto de forma teórica quanto prática, mas não se restringindo apenas à atividade desportiva em si. São ensinadas questões transversais ao esporte, de fundamental importância para as crianças e adolescentes, como disciplina, respeito ao próximo, importância do cuidado com o espaço público e outros assuntos que envolvam cidadania.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Skatescola de RGS traz referência do Street para bate-papo com alunos"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *