Silêncio, estou me vingando!

987 1

* Maristela Prado – Estamos numa era em que as pessoas brigam, xingam, discutem e até perdem amizades por terem opiniões diferentes. As ofensas crescem tanto quanto o poder, seja ele de ideias ou de posição, gerando conflitos cada vez mais agressivos.

Nesse momento, pare para pensar: preservar uma amizade, ignorar uma discussão ou preferir não ser o ofensor não é melhor do que ser todos esses juntos? Onde é que se ganha, e o que se ganha, diante de uma situação tão irrelevante quanto querer impor a sua razão, a sua opinião, a sua verdade?

Vivemos num mundo diferente, precisamos aprender a viver com tantas adversidades que não tínhamos. Perdeu-se com o tempo o respeito, a tolerância, a individualidade. Não precisamos viver como primatas, onde cada um quer conquistar o primeiro lugar no pódio, ou como crianças que precisam brigar pelo primeiro lugar na fila. Para que é tão necessário me impor, ser aceito, e ponto?

Em tempos de internet, que deveríamos usar para uma comunicação saudável, encontramos a competição, a coragem de dizer o que quer, sem se preocupar com o outro, insultos, enfim, situações de puro poder. Porque não praticar o silêncio?

O silêncio não te traz problemas, não te suja, não te faz ser igual ou pior do que os outros, mas é uma resposta, tão chata, tão dolorida quanto um tapa. O ofensor espera de você o revide, mas igual, e o que chega até ele é o silêncio.

Sua vida continua a mesma, até melhor do que antes. Você não deixou de ser quem você é, sua vida não parou, seus valores continuam firmes e fortes, seu caráter também. Afinal você não revidou com palavras ofensivas, preferiu o silêncio.

E, com certeza, o outro ficou esperando sua resposta na mesma moeda, mas ela não veio. Te fez menor? Não, te fez maior e melhor, afinal o que nos garante é o que somos não o que falamos. E se somos mais o que mostramos do que o que falamos não é necessário falar. Vamos nos vingar??

* Maristela Prado é Bacharel em Letras e revisora de textos, casada e mãe dois filhos adultos. Leia mais no blog As Letras da Vida

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

1 comentário on "Silêncio, estou me vingando!"

  1. Valdinete Ferreira da Silva

    Maristela, para uma manhã de domingo o texto me encantou, espalhar o amor faz bem aos outros e principalmente pra nós, obrigada!!

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *