São Paulo: tá chegando a hora

744 0
Márcio Trevisan
  • Márcio Trevisan – Existem duas características em comum a grandes clubes: a primeira é conquistar vários títulos, e a segunda é passar um tempo considerável sem os conquistar. Isso aconteceu com todas as maiores equipes do País, sem exceção – a diferença é que com algumas (como Botafogo/RJ, Corinthians e Palmeiras) o chamado “jejum” foi muito grande, e com outras o período de vacas magérrimas durou um pouco menos.

Neste 2020 que, no que diz respeito ao futebol, terminará somente em 2021, um dos gigantes da nossa bola parece estar perto de dar um fim a um curto, é verdade, mas ao mesmo tempo incômodo espaço de tempo sem levantar uma taça.

É o São Paulo, que amarga na fila desde agosto de 2012, quando ganhou a Copa Sul-Americana em uma partida que nem segundo tempo teve, já que os jogadores do Tigre/ARG, sentindo-se prejudicados pela arbitragem e acusando policiais de os terem ameaçado com revólveres, se negaram a voltar ao gramado após o intervalo. O placar final, assim, foi o do primeiro tempo: 2 a 0 para a equipe do Morumbi. De lá para cá, o Tricolor não mais conseguiu ser campeão de absolutamente nada, colecionando não apenas derrotas, comuns a qualquer time, mas também eliminações vexatórias a um clube com o gigantismo que possui.

Só que esta história parece estar muito próxima do fim. Mesmo faltando ainda muitos jogos para o seu final, que se dará somente em 24 de fevereiro do ano que vem, o Campeonato Brasileiro parece ver o São Paulo dar não pistas, mas quase provas de que pegou o rumo certo, embalou no momento exato e que dentro de pouco mais de dois meses permitirá à sua imensa torcida, aliás a terceira maior do Brasil, o direito de fazer a festa.

Além do bom futebol, responsável direto pela sequência de vitórias e de ótimos resultados, a equipe tem alguns detalhes que se tornam indícios de que o título brasileiro virá: um goleiro (Tiago Volpi) muito seguro; um sistema defensivo perfeito, no qual um dos laterais é ofensivo (Reinaldo), mas o outro (Juanfran), não, e uma dupla de zaga (Arboleda e Bruno Alves) muito bem protegida por um volante (Luan) que marca quase à perfeição; um meio-campo bastante criativo com a perfeita mescla entre jovens (Gabriel Sara e Vítor Bueno) e experientes (Daniel Alves, Hernanes e Tchê Tchê); e, por fim, um ataque que tem sua dupla titular (Brenner e Luciano) vivendo a melhor fase de suas carreiras.

Mas há um outro fator que, ao meu ver, aponta o São Paulo como o provável campeão brasileiro de 2020: Fernando Diniz. Aqui mesmo nesta coluna, escrevi não há muito tempo – mais especificamente em 20 de outubro último – que o treinador, visivelmente infeliz, parecia próximo de fazer o que a diretoria são-paulina não tinha coragem, ou seja: optar por sua demissão. Só que, naquele mesmo texto, salientei que o mundo da bola dá mais voltas do que o mundo da gente.

E não deu outra: em pouco mais de um mês, o treinador conseguiu reverter este processo, colocou o time na liderança do Brasileirão com quatro pontos à frente – e um jogo a menos! – do que o segundo colocado e tem tudo, mas tudo para deslanchar de vez nas próximas rodadas e abrir uma vantagem ainda maior.

Admito que os deuses do futebol, vira e mexe, aprontam das suas, mas pelo que já vi e vivi nestes meus mais de 32 de carreira creio ser muito difícil não vermos as ruas do País enfeitadas de vermelho, preto e branco dentro de pouco mais de dois meses.

Márcio Trevisan

* Márcio Trevisan é jornalista esportivo há 32 anos. Começou no extinto jornal A Gazeta Esportiva, onde atuou por 12 anos. Passou, também, pelas assessorias de Imprensa da SE Palmeiras e do SAFESP, além de outros órgãos. Há 14 anos iniciou suas atividades como Apresentador, Mestre de Cerimônias e Celebrante, tendo mais de 450 eventos em seu currículo. Hoje, mantém os sites www.senhorpalmeiras.com.br e www.marciotrevisan.com.br. Contatos diretos com o colunista podem ser feitos pelo endereço eletrônico

Total 4 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "São Paulo: tá chegando a hora"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *