São Luiz do Paraitinga é palco de gravações do 3º Festival Vale do Paraíba

645 0

João Oliveira e Luiz Salgado se apresentam na Casa Oswaldo Cruz, com transmissão on-line a partir de 6 de janeiro; Festival foi inspirado na cidade de São Luiz do Paraitinga na região do Vale do Paraíba

Da Redação – Montanhas, vales, paisagem exuberante, sossego, gastronomia, artesanato, dança e muita música, é o que podemos encontrar na região que inspirou artisticamente a criação do Festival de Arte Vale do Paraíba.

Idealizado pela In Totum Cultura Criativa, empresa da produtora cultural Ivete Nenflidio, com produção artística de Luciana Passarini, da Carretel Music, o 3º Festival de Artes Vale do Paraíba foi adaptado para o formato on-line e será transmitido a partir do dia 06 de janeiro de 2021, através de plataformas que serão informadas pelo Facebook (www.facebook.com/intotumeventos) e nas redes sociais dos artistas participantes, além de ser veiculado em canais de TVs educativas posteriormente.

Realizando um grande tributo a Pena Branca e Xavantinho, e contemplando diversas linguagens artísticas, mais de cem artistas se revezarão entre concertos de viola, espetáculos musicais, teatro, vivências artísticas com grupos de manifestações populares, palestra show e oficinas.

Com gravações a todo vapor, no dia 25 de novembro de 2020, na Casa Oswaldo Cruz, em São Luiz do Paraitinga, foi produzida uma palestra musical apresentada por João Oliveira e Luiz Salgado, dois artistas brasileiros comprometidos com a busca pela preservação e a difusão das matrizes culturais brasileiras, além da participação de Negão dos Santos e Renata Marques, integrantes do grupo Paranga, que trabalha com uma visão cosmopolita das raízes da cultura regional.

Os músicos apresentam um pouco da rica diversidade brasileira, como a Folia de Reis, a Congada, o Galope à Beira Mar, o Martelo Agalopado, o Jongo, o Moçambique e o Bambelô, tradições populares ancestrais que resistem em diversas regiões do país

João Oliveira, que é compositor, arranjador, produtor musical e pesquisador das manifestações populares afro-brasileiras, é um artista que defende a importância de preservar e manter viva as mais variadas formas e expressões da cultura brasileira.

E Luiz Salgado, desenvolve há 20 anos um trabalho fincado na expressão musical arraigada no Brasil profundo, na música que emana do que há de mais autêntico e genuíno da tradição das festas e tradições populares, tendo sua viola como uma ferramenta de resistência.

Grandes artistas que se uniram na tentativa de valorizar e promover este conjunto de saberes ancestrais, testemunhos de grande sofrimento e resistência, mas também de muita determinação, criatividade e alegria.

O evento traz as marcas da história do Brasil, a brasilidade, a viola, a oralidade, as modalidades musicais tradicionais e muita cantoria, um riquíssimo presente para os apreciadores de um dos gêneros musicais mais genuínos da cultura brasileira, a cultura caipira

Nos dias 4, 5, 6 e 7 de novembro, foram gravadas 22 atrações artísticas no Sesi São José dos Campos, apoiador cultural do Festival. Mais de sessenta canções clássicas receberam novas arranjos em releituras instrumentais de viola, teatro e shows musicais. Uma ode à memória de Pena Branca e Xavantinho, uma das duplas mais emblemáticas de todos os tempos, e que o público poderá acompanhar a partir de janeiro pela internet. 

Serviço – 3º Festival de Arte Vale do Paraíba – Tributo à Pena Branca e Xavantinho, a partir de 6 de janeiro de 2021. Como assistir: pelo link https://www.facebook.com/intotumeventos/ Idealização: In Totum Cultura Criativa | Produção artística: Carretel Music

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "São Luiz do Paraitinga é palco de gravações do 3º Festival Vale do Paraíba"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *