Educação premia melhores maquetes na luta contra a dengue

1156 0

Da Redação – A Secretaria Municipal de Educação de São Caetano premiou nesta quinta (24) as melhores maquetes criadas pelos alunos da rede com o tema combate ao mosquito Aedes Aegypti, transmissor da dengue, zika vírus e febre chikungunya. Os trabalhos estão expostos no Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação (Cecape) Dra. Zilda Arns, na Rua Tapajós, 300, Barcelona.

Como melhor trabalho do Ciclo 1 do Ensino Fundamental, o prêmio ficou com Juan Marcos de Souza, aluno do 5º ano da Escola Municipal de Ensino Fundamental (EMEF) Prof. Olyntho Voltarelli Filho. Thayse de Andrade Maia, do 7º ano da EMEF Senador Fláquer, levou o prêmio do Ciclo 2 do Fundamental. E, pelo Ensino Médio, a honra coube a Sandra Regina Félix, do 1º ano da Educação de Jovens e Adultos da Escola Municipal de Ensino (EME) Prof. Vicente Bastos.

“A Educação pode fazer um trabalho fundamental no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Estamos todos empenhados para livrar São Caetano deste mal”, ressaltou Janice Paulino César, diretora municipal de Educação. “Começamos essa conscientização no ano passado, envolvendo os professores e famílias. Quero agradecer o empenho de todos os educadores e equipes gestoras nesta luta.”

A professora Maeli Beccatti de Lima I. Gomes, representante da Educação no Comitê Municipal de Mobilização e Prevenção no Combate à Dengue, também elogiou a participação das escolas municipais no projeto. Além da confecção de maquetes pelos alunos do Ensino Fundamental e Médio, os estudantes da Educação Infantil curtiram a apresentação teatral “Sai Mosquito” no Cecape, entre outras ações em sala de aula.

Vencedores – A premiação das maquetes levou em conta critérios como criatividade, adequação ao tema, medidas preventivas e estética. A comissão que julgou os trabalhos contou com a participação do diretor do Centro Integrado de Vigilância à Saúde (Civisa), Caio Williams Castro Junior, além de integrantes da Educação.

Os alunos premiados não esconderam o orgulho com o reconhecimento. Thayse de Andrade Maia, que sonha em ser arquiteta, esforçou-se para colocar suas ideias em prática. “Eu fiz uma planta de uma casa no computador e depois montei a maquete. Gostei bastante de fazer este trabalho. É importante que as pessoas saibam como combater o mosquito Aedes Aegypti.”

Mais novo entre os premiados, Juan Marcos de Souza admitiu ter ficado surpreso com a escolha de seu trabalho como o melhor entre os alunos do Ciclo 1 do Ensino Fundamental. “Eu quis mostrar o que a gente pode fazer contra a dengue”.

Já Sandra Regina Félix, que voltou a estudar após muitos anos longe da escola, comemorou a premiação e a oportunidade de concluir seus estudos. “Eu me dediquei ao máximo neste trabalho de conscientização contra a dengue. Eu retomei meus estudos há três anos e estou muito feliz com o apoio de todos da EME Prof. Vicente Bastos. Tenho muito orgulho de ter voltado a estudar”, concluiu.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Educação premia melhores maquetes na luta contra a dengue"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *