São Caetano inicia ciclo de palestras para gestantes sobre dengue, chikungunya e zika

676 0

Da Redação – Dengue, chikungunya e zika passam de pessoa para pessoa? Que tipo de repelente devo usar? Existem outras formas de se precaver? Qual a idade gestacional que oferece risco ao bebê no caso de microcefalia?

Essa e outras perguntas foram esclarecidas por profissionais na primeira palestra especial para gestantes realizada pela Secretaria de Saúde da Prefeitura de São Caetano do Sul na terça-feira (19/1), no auditório do Hospital Infantil de Maternidade Márcia Braido. A iniciativa do Programa Sanca Contra a Dengue fornece informações fundamentais às futuras mamães a respeito dos sintomas, tratamentos e prevenção ao Aedes, mosquito transmissor das doenças.

Na abertura do ciclo, o secretário municipal de Saúde, Jesus Adalberto Gutierrez, ressaltou que a ação visa tranquilizar as gestantes e tirar muitas dúvidas. “Esse assunto está nos jornais diariamente. E a gestão do prefeito Paulo Pinheiro segue com a ideia de que a prevenção é a única arma de combate. Para isso, lançou o Sanca Contra a Dengue, que inclui as palestras para as gestantes, um pedido das próprias mulheres que usam o nosso serviço de saúde. São Caetano está unida e preparada para vencer essa guerra.”

As participantes assistiram a um vídeo da maternidade. Em seguida, Lucy Cavalcanti Ramos Vasconcelos, infectologista, coordenadora do Centro de Prevenção e Assistência às Doenças Infecciosas (Cepadi), discorreu sobre epidemias de arboviroses no Brasil, com foco na dengue, chikungunya e zika, que têm o Aedes como vetor responsável, e as principais dicas de prevenção. Já Maria de Lourdes Asencio Milani, pediatra, médica sanitarista da Vigilância Epidemiológica, setor que cuida do controle das doenças de transmissão, falou da atuação da Patrulha Contra a Dengue e o que pode ser feito em casa.

Por fim, Luis Eduardo Utrera Martins, ginecologista e obstetra, coordenador da Maternidade do Hospital Euryclides de Jesus Zerbini, conduziu visita monitorada por equipe multiprofissional. As gestantes puderam conhecer as instalações da maternidade, percorrendo o caminho que farão no dia do parto humanizado. “As futuras mamães da cidade contam com toda a atenção necessária e estrutura invejável. O sistema nervoso central do bebê se forma no primeiro trimestre de gestação. O risco de microcefalia está nesta fase. Acima de 12/13 semanas, podem ficar tranquilas. O cérebro já cresceu. Não temos nenhum caso registrado. Porém, devemos ficar atentos”, observou.

Cintia Simone Cazemiro, 39 anos, do Bairro Boa Vista, grávida de 38 semanas, aprovou a palestra. “Foi excelente. Vou usar o repelente correto e roupas longas”, disse. Simone Bispo Martins, 31 anos, do Bairro Nova Gerty, de 15 semanas, saiu do evento mais tranquila e elogiou as acomodações da maternidade. “Maravilhosa. Adorei a sala de trabalho de parto. Aprendi as formas de contaminação. Neste momento de insegurança, foi importantíssima”, concluiu ela. Daniela Jordão, 24 anos, do Bairro Santo Antônio, de 12 semanas, afirmou que vai cobrar atitude dos vizinhos. “80% dos focos de criadouros do mosquito transmissor estão dentro dos imóveis. É um dever de todos nós. Minha única preocupação é contrair zika no começo da gravidez. Gostei de ver que a UTI Neonatal fica próxima dos quartos das pacientes.”

Atualmente, cerca de 300 moradoras fazem o pré-natal na Rede Municipal de Saúde. As apresentações do Sanca Contra a Dengue seguem nos dias 21, 26 e 28 de janeiro, e 2 e 4 de fevereiro, sempre às 14h. O endereço do Hospital Infantil e Maternidade Márcia Braido é Rua Luiz Louzã, 48, Bairro Olímpico. Inscrições gratuitas pelo telefone 4228-8000 (ramais 8045 e 8176).

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "São Caetano inicia ciclo de palestras para gestantes sobre dengue, chikungunya e zika"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *