São Bernardo abriga primeiro centro de excelência em sonares da América Latina

802 0

Da Redação – São Bernardo é a primeira cidade da América Latina a ter um centro de excelência em sonares para o desenvolvimento, fabricação e testes de soluções em acústicas submarinas. O projeto foi inaugurado na manhã desta sexta-feira (29) pela Omnisys, empresa produtora de equipamentos para o setor de defesa, subsidiária do grupo francês Thales e instalada no Bairro Planalto.

O prefeito Luiz Marinho participou do evento, acompanhado dos secretários de Coordenação Governamental, Tarcisio Secoli, que também responde por Serviços Urbanos, e Hitoshi Hyodo, de Desenvolvimento Econômico e Trabalho. Também estavam presentes a secretária da Área de Defesa do governo federal Perpétua de Almeida e autoridades da Aeronáutica.

A empresa investiu cerca de R$ 15 milhões nesta primeira etapa, que deverá ser concluída em abril deste ano. Após esta fase vai gerar cerca de 300 empregos diretos altamente qualificados. “É uma satisfação muito grande saber que temos uma empresa com essa capacidade, que representa não só o município, mas o nosso País. E ainda mais pelos empregos especializados que vai gerar. Muitos falam em crise, mas aqui há investimentos e lançamentos a cada três meses. Quando vai ser o próximo?”, brincou Marinho. O prefeito também destacou a importância do Centro de Excelência para as universidades, que poderão formar acadêmicos na área de acústica. “Com isso, vamos caminhando para transformar a nossa cidade em polo da área de defesa, com a participação do poder público, iniciativa privada e instituições”, acrescentou.

O vice-presidente da empresa para a América Latina, Rubem Lazo, disse que a Omnisys tem plano de fabricar novos produtos e transferir tecnologia da francesa Thales para o Brasil porque acredita no desenvolvimento interno e nos programas de defesa do País que, considera estratégico. Com isso, o Brasil terá capacidade para desenvolver, fabricar e testar soluções em acústica submarina para aplicação em sonares.

“Apesar de 2015 ter sido um ano difícil, temos muitas vitórias a comemorar com a consolidação de diversos projetos, inclusive esse. A nossa costa brasileira tem cerca de sete mil quilômetros de extensão, que deve ser protegida e vigiada. Apostamos que os nossos sonares vão ajudar este tesouro aquático, que hoje não tem como ser observado embaixo d’água”, explicou.

O executivo também destacou o apoio e atuação do governo municipal na área de defesa. “Desde que viemos de outra cidade para cá fomos muito bem acolhidos pela Prefeitura.”

Projeto – O objetivo nesta primeira etapa é montar infraestrutura industrial capaz de permitir a industrialização e a manutenção de sonares como, por exemplo, transdutores e antenas para esses equipamentos. De acordo com a empresa, o sonar funciona como um radar, mas utiliza sinais eletromagnéticos. O equipamento tem aplicações como instrumento de navegação, comunicação e detecção de objetos na água ou em superfície.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "São Bernardo abriga primeiro centro de excelência em sonares da América Latina"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *