Samaia sofre com falhas estratégicas no Bahrein

54 0

Brasileiro da equipe Campos Racing não conseguiu colocar em prática todo seu trabalho de evolução durante o final de semana

Da Redação – A 11ª e penúltima etapa da Fórmula 2 foi disputada neste final de semana em Sakhir, no Bahrein, e as corridas foram vencidas pelo brasileiro Felipe Drugovich e pelo russo Robert Shwartzman. Faltando apenas a etapa do próximo final de semana para o fim do campeonato, Mick Schumacher lidera a corrida pelo título com 205 pontos contra 191 de Callum Ilott e 162 de Nikita Mazepin.

Com Guilherme Samaia, um final de semana em que quase tudo deu errado. Falhas de comunicação e estratégias mal-sucedidas de pit stops arruinaram o desempenho do estreante brasileiro, que na prova deste domingo (29) foi o autor da segunda volta mais rápida da corrida. “No final que o (Louis) Delétraz colocou pneus macios e fez a melhor volta da corrida. Isso prova que o desempenho era muito bom até o pit stop feito no momento errado”, resumiu Samaia.

Segundo ele, foi o único momento em que seu carro tinha um bom equilíbrio. “Foi um final de semana de decisões equivocadas. Na corrida de sábado tínhamos a volta determinada para fazer o pit stop e dei tudo do carro. Era uma estratégia que funcionaria, pois eu pararia antes dos carros que estavam à minha frente e a chance de ganhar pelo menos duas posições era muito boa. Quando eu já ia para os boxes, a equipe me mandou ficar na pista para mais duas voltas, mas os pneus já estavam acabados e eu não conseguia sequer dar 100% de acelerador sem o carro sair abanando para todos os lados. Acabou que meus adversários pararam antes. Foi uma corrida bem infeliz”, descreveu.

No domingo, com mais uma boa largada, Samaia teve de ir para os boxes logo no final da primeira volta após um contato com Artem Markelov que quebrou a asa dianteira do carro. Quando voltou, era o mais rápido de todo o grid e tinha um ótimo ritmo, num dos raros momentos de bom equilíbrio do carro. Do nada, meu engenheiro me chama para colocar pneus macios. Além do tempo perdido na parada, tive um desgaste enorme com os pneus e isso acabou com tudo. No final, parece ter havido algum problema de temperatura e a equipe me chamou para os boxes na última volta”, comentou.

Para a última etapa, que acontece já no próximo final de semana, mas no circuito externo do Bahrein, o foco do brasileiro é se divertir e finalizar bem seu ano de estreia na Fórmula 2. “Um ano bem difícil, onde aprendi da maneira mais dura. Vamos ver o que será possível fazer no próximo final de semana. Mas meu foco vai ser me divertir, coisa que não consegui fazer esse ano na pista”

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Samaia sofre com falhas estratégicas no Bahrein"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *