Rexona-Sesc bate Vôlei Nestlé e mantém a liderança na Superliga

476 0

Da Redação – Vôlei Nestlé e Rexona-Sesc escreveram nesta sexta-feira (3) mais um capítulo na história do maior clássico do vôlei brasileiro. Depois de marcar 3 sets a 2 como mandante, no primeiro turno, o time de Osasco foi superado pelo rival carioca, fora de casa, na Jeunesse Arena, na Barra da Tijuca. A oposta Monique foi eleita a melhor em quadra e o destaque na vitória por 3 sets a 1, parciais de 25/20, 21/25, 25/21 e 25/15.

Paula, que entrou ainda no primeiro set, foi a maior pontuadora da partida, com 21 acertos. A equipe do Rio de Janeiro continua líder da Superliga 2016/17, com 56 pontos. Já Tandara e suas companheiras seguem na vice-liderança, com 45.

Tandara fez uma análise da partida e de sua atuação. “Erramos bastante e em um clássico como Vôlei Nestlé e Rexona-Sesc leva quem erra menos. Não soubemos aproveitar nossas chances quando tivemos nosso melhor momento. Particularmente foi meu pior jogo de ataque. É o meu melhor fundamento e não consegui fazer a melhor tomada de decisão. Paciência e trabalho porque teremos pela frente dois jogos importantes e precisamos conquistar os seis pontos. Infelizmente hoje não deu e agora é foco no jogo contra o Renata Valinhos e sabemos que dentro da casa delas será difícil”, afirmou a ponteira.

O técnico Luizomar fez suas considerações sobre o duelo. “Esse é um jogo em que os detalhes fazem a diferença e o set que erramos menos do que o adversário foi o que vencemos. Faltou a melhor tomada de decisão nos momentos em que a equipe esteve pressionada. Nosso bloqueio tocou bastante nas bolas, mas nas transições eles foram melhores. Fomos efetivos na primeira ação, mas eles recuperavam na cobertura e vinham na segunda com mais qualidade. Saímos daqui com algumas tarefas para a fase final da competição e nesse nível de confronto temos que ser mais perfeccionistas. Encaramos o time mais regular da competição e o Vôlei Nestlé lutou do início ao fim com uma postura briosa”, avaliou o treinador.

Esse confronto foi disputado 82 vezes na história da Superliga e a equipe carioca leva vantagem com 47 vitórias contra 35. Nos últimos 24 jogos pela competição nacional, o Rio de Janeiro soma 14 vitórias contra 10 de Dani Lins e suas companheiras. Somando todos os campeonatos, de 2009 para cá, o time de Osasco está em desvantagem de 16 a 11. Esses são os clubes mais vitoriosos do vôlei brasileiro. São 11 títulos de Superliga e 4 Sul-Americanos pelo lado do Rexona-Sesc. Já a agremiação de Osasco tem cinco conquistas de Superliga, é tetracampeã Sul-Americana e campeã do Mundial de Clubes, em Doha/2012.

O Vôlei Nestlé tem mais dois jogos pela fase de classificação da competição nacional, ambos como visitante. O próximo adversário será o Renata Valinhos/Country, na terça-feira (7), às 20h30, no ginásio Pedro Ezequiel e, na sequência, o Genter Vôlei Bauru, no sábado (11), às 14h10, no Panela de Pressão. No primeiro turno, a equipe comandada por Luizomar derrotou ambos os rivais, por 3 a 0, no José Liberatti.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Rexona-Sesc bate Vôlei Nestlé e mantém a liderança na Superliga"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *