Reta final da vacinação no ABC intensificará imunização de gestantes

511 0

Da Redação – A Sala de Situação criada pelo Consórcio Intermunicipal Grande ABC para acompanhar os casos de gripe Influenza A causada pelo vírus H1N1 nas sete cidades decidiu, nesta terça-feira (10), priorizar a imunização de gestantes, na reta final da campanha de vacinação. Na região, o grupo tem atualmente 70,85% de cobertura vacinal, sendo o único abaixo da meta de 80% estipulada pelo Ministério da Saúde.

O coordenador do Grupo de Trabalho Saúde do Consórcio Intermunicipal Grande ABC e secretário de Saúde de Santo André, Homero Nepomuceno Duarte, afirmou que os integrantes da Sala de Situação vão intensificar o diálogo entre as redes pública e particular de Saúde. “Vamos fazer uma campanha mais incisiva voltada para as gestantes e verificar nas clínicas e hospitais particulares se todas as imunizadas estão sendo notificadas”, explicou.

As cidades do ABC já atingiram 96,68% da cobertura vacinal contra a gripe A/H1N1 entre a população mais vulnerável, que inclui ainda idosos, crianças até 5 anos, mães no pós-parto e trabalhadores da saúde. O índice supera a meta de cobertura vacinal do Ministério da Saúde, que é de 80%. Além disso, está acima das médias de São Paulo, atualmente de 73,4%, e do Brasil, de 56,72%. Os números são do Programa Nacional de Imunização (PNI), vinculado ao Ministério.

Até o último sábado (7), 514.735 doses já haviam sido aplicadas no ABC. Além disso, segundo o Grupo de Vigilância Epidemiológica – Região do ABC (GVE 7), da Secretaria da Saúde do Estado de São Paulo, outros 123.016 doentes crônicos (grupos com comorbidades) também foram vacinados até o dia 5. O encerramento da campanha nacional de vacinação está marcado para 20 de maio.

Balanço – O número de casos confirmados de gripe Influenza A causada pelo vírus H1N1 aumentou de 28 para 37 na última semana no ABC. Desse total, foram registrados 12 óbitos de moradores da região, contra oito apontados no balanço fechado em 3 de maio.

Como resultado da campanha de vacinação, o número de novas notificações tem registrado queda a cada semana, de acordo com o coordenador do GT Saúde. “A região antecipou o início da vacinação dos grupos prioritários para 4 de abril, além de ter aderido ao Dia Nacional de Vacinação Contra a Influenza em 30 de abril. Com o resultado da imunização, o número de novas notificações tem diminuído”, afirmou Homero Duarte.

O total de casos suspeitos envolvendo a Síndrome Respiratória Aguda Grave passou de 657 para 681 notificações. Esses números contabilizam doentes com SRAG, a partir de internação na rede de saúde de cada cidade, com quadro caracterizado por febre, tosse ou dor de garganta e dificuldade para respirar, sinais que indicam a possibilidade de agravamento dos sintomas.

No levantamento mais recente, o município de São Bernardo do Campo soma 250 casos suspeitos de SRAG, seguido de Santo André (199), Diadema (95), Mauá (50), São Caetano do Sul (41), Ribeirão Pires (43) e Rio Grande da Serra (3). Foram considerados somente números relativos de residentes em cada cidade.

Foram confirmados 14 casos de gripe A em Santo André, 11 em São Bernardo, sete em São Caetano, dois em Mauá, um em Diadema, um em Ribeirão Pires e um em Rio Grande da Serra. Segundo o levantamento dos municípios, foram registradas sete mortes em decorrência do Influenza A (H1N1) em Santo André, três em São Bernardo, uma em Mauá e uma em Ribeirão Pires.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Reta final da vacinação no ABC intensificará imunização de gestantes"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *