Prêmio Espírito Público anuncia vencedores e homenageará instituições no combate à pandemia

123 0

De quase 3 mil inscritos, foram selecionados 15 profissionais públicos e uma equipe, sendo a maioria mulheres e pessoas negras, que se destacaram pela relevância social de seu trabalho

Da Redação – Uma policial militar que criou um programa para reduzir a zero o índice de feminicídios entre as mulheres atendidas; uma equipe médica que implementou uma UTI pediátrica doméstica para diminuir internações hospitalares; um perito em crimes cibernéticos que contribuiu para localizar e punir pedófilos em diversos países. Essas são algumas das histórias reconhecidas em 2020 pelo Prêmio Espírito Público, principal premiação nacional voltada a profissionais públicos.

Com um recorde de 2.907 inscritos nesta terceira edição, o prêmio selecionou três profissionais com trajetórias transformadoras em cinco categorias (Educação, Meio Ambiente, Segurança Pública, Governo Digital e Gestão de Pessoas) e, pela primeira vez, selecionou uma equipe, na categoria Saúde. Também inédita, a Medalha Espírito Público, homenageará duas instituições públicas atuantes no combate à pandemia de Covid-19. Para conhecer todas as pessoas vencedoras e instituições homenageadas, basta acessar este link ou o site premioespiritopublico.org.br 

Realizado por cinco organizações do terceiro setor, com a parceria de mais de 20 importantes instituições das áreas social, educacional e de gestão pública, o Espírito Público busca valorizar profissionais que contribuem para o país com um trabalho de grande relevância social. Além do reconhecimento a cada trajetória, serão oferecidos aos vencedores R$ 180 mil em prêmios, a oportunidade de participar de uma imersão internacional de aprendizagem e contato com o serviço público de outro país e uma bolsa de um curso de inglês, para aprimorarem seus conhecimentos no idioma. 

Em 2020, o número de inscritos quase triplicou, com a participação de profissionais de todas as regiões do país, sendo 264 do Norte, 685 do Nordeste, 423 do Centro-Oeste, 1147 do Sudeste e 388 do Sul. Entre os selecionados pelo júri, composto por representantes dos setores público e privado, da academia e do terceiro setor, a maioria são mulheres cisgênero e autodeclarados pardos e pretos. 

Para Eloy Oliveira, diretor executivo da República.org, uma das instituições organizadoras do prêmio, a maior diversidade entre os vencedores é um dos grandes destaques desta edição. “Além de demonstrar a capilarização do prêmio, com inscrições recebidas e selecionadas do norte ao sul do país, ficamos felizes em observar o aumento de inscrições de mulheres e de pessoas pretas e pardas. Isso também se refletiu na maior presença desses grupos entre os vencedores”, afirma. 

Novidades de 2020

Na edição de 2020, foram introduzidas algumas novidades no Prêmio para valorizar ainda mais os esforços realizados pelos profissionais da saúde, que unem suas especialidades para cuidar do bem-estar da população. A categoria Saúde passou a reconhecer o trabalho de equipes e não mais de indivíduos. Além disso, foi realizada a mudança da categoria Gente, Gestão e Finanças Públicas para Gestão de Pessoas. 

Medalha Espírito Público

Também nesta terceira edição do Prêmio, foi criada a Medalha Espírito Público, que contará com um tema diferente a cada ano e que, em 2020, reconhecerá os esforços de instituições públicas no combate à pandemia de Covid-19. As instituições foram indicadas por parceiros do Prêmio e selecionadas por um comitê das organizações realizadoras, que reforçam a importância de todos os órgãos das diferentes esferas do serviço público no combate a Covid-19 e todos os seus efeitos socioeconômicos.  Foram avaliados os seguintes critérios: utilização de dados e evidências, grau de inovação,  complexidade, resultados preliminares ou já observados, potencial de impacto. 

As instituições selecionadas foram o Íris | laboratório de Inovação e Dados do Governo do Estado do Ceará, que criou a Plataforma de Atendimento Digital do Plantão Coronavírus, um serviço de atendimento à população, com tira-dúvidas e consultas via sites, Whatsapp, Telegram e Facebook que permite detectar e monitorar casos suspeitos de Covid-19 e  oferece capacitação especializada com profissionais de saúde, e prefeitura de Maricá, no 

Rio de Janeiro, que desde o início da pandemia adotou uma série de medidas nas áreas da saúde e economia que fizeram com que a cidade fosse citada durante debate realizado no Painel de Macroeconomia da América Latina como modelo de gestão na implantação de medidas eficientes para o enfrentamento da crise social e econômica provocada pela Covid-19. Para detalhes completos sobre os selecionados da Medalha Espírito Público, clique aqui.

Organizadores e parceiros

O Prêmio Espírito Público é realizado por um grupo de organizações formado por Fundação Brava, Fundação Lemann, Instituto Humanize e República.org, em correalização com o Conselho Nacional de Secretários de Estado da Administração (Consad). A iniciativa conta com a parceria de importantes instituições do país nas áreas social, educacional e de gestão pública, como Itaú Social, Instituto Arapyaú, Centro de Liderança Pública, Instituto Igarapé, SOS Mata Atlântica, Instituto Sou da Paz, PNUD, BID, Frente Nacional de Prefeitos, ITS Rio, Instituto Fundação João Goulart, Instituto de Estudos para Políticas de Saúde, Saúde Criança, Instituto João e Maria Backheuser, Associação Samaritano,  Instituto Betty e Jacob Lafer, ENAP, Desiderata, Agenda Pública, RAPS, Semeia e Education First.  

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Prêmio Espírito Público anuncia vencedores e homenageará instituições no combate à pandemia"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *