Poeta dos palcos, Vladimir Capella é eternizado em São Caetano

657 0

Da Redação – Ícone do teatro infantojuvenil brasileiro, Vladimir Capella foi eternizado em São Caetano, sua cidade natal. No sábado (27), em cerimônia com familiares e colegas da Cultura, o prefeito Paulo Pinheiro descerrou a placa, batizando com o nome do poeta dos palcos o teatro do Centro de Capacitação dos Profissionais da Educação (Cecape) Dra. Zilda Arns da Prefeitura, no Bairro Barcelona. Referência no universo do teatro, o diretor, ator, autor, dramaturgo e músico sulsancaetanense morreu aos 63 anos, em 21 de abril do ano passado.

A iniciativa contou com o apoio das secretarias municipais de Educação e de Cultura, Cecape, Conselho Municipal de Política Pública Cultural (Concult) e Fundação Pró-Memória. Na ocasião, a Cia Pic Nic encenou a peça Panos e Lendas (1978), clássico premiado de autoria do homenageado. O tributo está baseado pelo decreto nº 10.880/2015, assinado pelo chefe do Executivo.

Paulo Pinheiro observou que a nomeação foi uma indicação da Concult por meio da Secretaria de Cultura. “Quando o chefe da pasta, Jander Cavalcanti de Lira, me trouxe a história de Vladimir Capella, não tive dúvidas em aceitar. Ele transcendeu. Foi um artista do mundo. É uma justa homenagem. Agradeço aos parentes. São Caetano reconhece as pessoas que fizeram pela cidade.”

Já Jander Lira lembrou que está sendo preparada uma bela exposição. “O Centro de Documentação Histórica da Fundação Pró-Memória recebeu da família um valioso acervo iconográfico e diversos materiais. É fundamental preservar a sua obra. A doação foi realizada por Elenir Aparecida Capella Delgado, irmã de Vladimir, e pelo ator e diretor Chico Cabrera, conselheiro da Concult e incentivador do Plano Municipal de Cultura”, disse o secretário.

Falando em nome da família, Monalisa Capella Delgado, atriz e sobrinha de Vladimir Capella, ressaltou o que ele mais amava: o Teatro. “Quero agradecer o prefeito e o secretário de Cultura. Para mim, é difícil conviver com a ausência do meu herói, do meu ídolo e do meu mestre. Tinha a alma pura como de uma criança. Justa essa nomeação de quem teve coragem e ousadia. Que levou o público jovem a fazer fila nas casas de espetáculo da Avenida Paulista. É um reconhecimento pelo mérito do seu trabalho. Te amo, tio!”, concluiu ela, emocionada.

Biografia – Natural de São Caetano do Sul, Vladimir Capella é um dos mais importantes autores contemporâneos. Nasceu em 31 de julho de 1951 e estudou na Fundação das Artes. Ícone do teatro infantojuvenil brasileiro, imprimia visualidade, drama e poesia. Escreveu e dirigiu produções célebres, como Panos e Lendas (1978), Do Outro Lado (1983) e Avoar (1985).

Em 2003, adaptou para o teatro o livro de Jorge Amado O Gato Malhado e A Andorinha Sinhá. Também criou espetáculos adultos como Filme Triste (1983) e Louco Circo do Desejo (1985). Conquistou mais de 100 prêmios como Mambembe, Governador do Estado de São Paulo, Molière e Apetesp.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Poeta dos palcos, Vladimir Capella é eternizado em São Caetano"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *