Petrobras reage, mas nova administração terá de desmontar ‘bomba’

546 0

Da Redação – Ainda repercutem os números apresentados pela Petrobrás no balanço do 4º trimestre, auditado pela KPMG e anunciado no dia 24 do mês passado. A Petrobrás informava ao mercado que havia conseguido reverter a trajetória do resultado contábil nos primeiros nove meses do ano e alcançado o lucro líquido de R$ 59,9 bilhões no quarto trimestre de 2020.

Um recorde histórico. No resultado consolidado de 2020, a estatal obteve lucro líquido de R$ 7,1 bilhões. Algumas publicações logo enalteceram este resultado. Mas, rapidamente acendeu uma luz vermelha de alerta e uma outra, bem clara, para iluminar os números que teriam sido manipulados contabilmente para mostrar uma realidade duvidosa.

O primeiro a se levantar foi o economista Claudio Oliveira, Diretor da Associação dos Engenheiros da própria Petrobrás, a AEPET, em uma entrevista ao Petronotícias. Ele disse que o resultado, bastante comemorado pela atual gestão da companhia, foi obtido com artifícios.

Oliveira lembrou também que a estatal divulgou impairments (desvalorização de valor de ativos) muito elevados no início do ano de 2020, no auge da pandemia. Ele acusa a empresa de ter exagerado nos números e, por isso, a Petrobrás teve de fazer a correção.

“O preço do barril de petróleo subiu ao longo de 2020 e terminou o ano a US$ 48. Por isso, no balanço do quarto trimestre, a Petrobrás estornou quase a metade daquilo que tinha sido lançado como negativo. Resumindo: isso é só um ajuste contábil, não tem nada a ver com a operação da empresa”.

E fez também grave alerta para a próxima administração: “Existe uma bomba-relógio contábil para a futura administração da companhia. Todos esses números podem ser revertidos no exercício seguinte. Por isso eu digo que estão deixando uma bomba relógio para quem entrar na gestão da empresa depois”.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Petrobras reage, mas nova administração terá de desmontar ‘bomba’"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *