Peça musical reinventa personagens infantis sob a ótica da sociedade moderna

79 0

Da Redação – Entre os dias 18 de fevereiro e 11 de março, o Sesc Ipiranga recebe o infantil “A Princesa Errante e o Príncipe Errado”, peça musical com direção de Ana Roxo, Cristiano Meirelles e Cristiana Ceschi. Em cena, Ana e Cristiano dividem o palco com a vocalista e musicista Nina Blauth e trazem a história de dois personagens que encontram seus caminhos fora dos padrões dos contos de fadas convencionais.

Era uma vez… – A história de “A Princesa Errante e o Príncipe Errado” parte de dois personagens que se sentem inadequados aos espaços em que vivem. A mãe da princesa desejava que ela fosse a maior princesa de todos os tempos, e seguindo todos os estereótipos: frágil, tímida e à espera de seu príncipe encantado. O príncipe foi predestinado pelo seu pai a ser o próprio encantado: forte, corajoso, lutador de esgrima e salvador de princesas.

A rainha-mãe da princesa a convence de que ela é de fato sua madrasta e a tranca numa torre, afinal, princesas tradicionais moram numa torre. O príncipe, mais dado a costurar, pintar e dançar, é repreendido pelo rei que não entende essas características de seu filho. O menino, assustado, decide se esconder num armário.

A moral da história – Na infância é formada nossa visão de mundo e o entendimento sobre se encaixar em padrões. A forma como a sociedade divide as questões de gênero, desde a tenra infância até a vida adulta, nos coloca em caixas divisórias que estritamente separam tudo em “coisa de menino” e “coisa de menina”. Esse pensamento é reproduzido nos contos de fadas e nas histórias infantis, e neste espetáculo o público é convidado a repensar estes padrões e rever os estereótipos construídos em todas essas narrativas, sem perder a simbologia e o encantamento que sempre foi produzido a partir destas obras.

Serviço – Espetáculo A Princesa Errante e o Príncipe Errado, de 18/02 a 11/03, aos domingos, às 11h, no Teatro (200 lugares) do Sesc Ipiranga (Rua Bom Pastor, 822). Preço: R$17,00 / R$8,50 / R$5,00 (credencial plena) – crianças até 12 anos não pagam

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Peça musical reinventa personagens infantis sob a ótica da sociedade moderna"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *