Parque Escola ensina ecologia em passeio de observação de aves

1124 0

Da Redação – Quantas espécies de aves existem no Brasil? Quantas espécies estão em extinção? Com estas perguntas, feitas à professora em sala de aula, os alunos do ensino fundamental da escola municipal Miguel Sanchez Ruiz, que fica no bairro Cidade São Jorge, chegaram ao Parque Escola para um passeio de Observação de Aves.

Animados, no meio da natureza abundante, eles se sentaram no chão para receber informações dos educadores sobre as aves e para pegar o binóculo que iriam utilizar para encontrar os pássaros no meio da densa folhagem do bosque. Difícil era, apenas, segurar a animação para não assustar os bichos. “Sou uma exploradora”, gritou Khymberli Lima dos Santos, de 9 anos, ao pegar o binóculo.

Depois do passeio na mata, as crianças alimentaram as aves em um comedouro e seguiram para uma sala onde estão expostos vários tipos de gaiolas, ninhos, e as armadilhas para pegar passarinhos, pouco conhecidas pelas crianças.  “Hoje eu aprendi que não podemos prender as aves “, disse Khymberli . “Elas são importantes para a nossa vida também”, acrescentou Nailma Karina Alves de França, de 9 anos.

Elas descobriram isso graças a explicação do biólogo e agente ambiental, José Souza Santos, sobre a importância dos passarinhos na dispersão de sementes que vão originar novas árvores. “Esse passeio é a realização de um sonho para mim, que é mostrar para as crianças o importante papel que as aves têm na nossa vida”, disse. Segundo Silva, muitas crianças estão acostumadas a ver pássaros em gaiola em casas, de amigos e da família, e acham que isso é normal. “Mudar as cabeças dos adultos é difícil, mas podemos mudar a visão das crianças e ter um futuro com mais respeito à natureza” disse.

Criar essa consciência ecológica não só nas crianças, mas também nos adultos é uma das missões do Parque Escola, um espaço de 50 mil m2 voltado para a educação ambiental e para a sustentabilidade. “ Eu nunca tinha usado um binóculo e com ele pude ver três passarinhos lindos. Precisamos preservar a natureza”, disse Luan Henrique da Silvia, de 9 anos.

A observação de aves é apenas uma das opções de passeio do Parque Escola. Embora o local tenha diversas áreas voltadas para o ensino de temas específicos da biologia, como as colméias, o horto medicinal, a sala de animais articulados e o pomar, as possibilidades são infinitas. Isso  porque o formato das visitas das escolas está sendo determinado de acordo com as questões enviadas pela turma, dentro do projeto “Educação Sustentável no Parque Escola”.

“Os agentes ambientais e a coordenadora do projeto, Andréa Paula Margutti Ortuño, se reúnem toda sexta feira e formulam um passeio que, não só responda as questões levantadas, mas levante novas dúvidas a serem respondidas, aguçando a curiosidade e a incentivando a reflexão sobre os problemas do meio ambiente”, explicou o coordenador do Parque Escola, Marcelo Marton. Os alunos da Emeief Miguel Ruiz, por exemplo, descobriram que há 1850 espécies de aves no Brasil e 164 espécies em extinção.

Entre os espaços utilizados nas aulas passeio o Parque Escola nos oferece:
*        Bosque – composto por flora pertencente à Mata Atlântica;
*        Cactário – composto por solo diferenciado semelhante ao de áreas de deserto, onde há variadas espécies de cactos e suculentas;
*        Horto medicinal – formado por uma variedade significativa de plantas medicinais para os mais diferentes fins;
*        Orquidário – abriga espécies variadas de orquídeas;
*        Bromeliário – abriga espécies variadas de bromélias;
*        Estufa de mudas – abrigo para cultivo de mudas;
*        Pomar – Coleção de árvores frutíferas;
*        Horta Orgânica – produção de alimentos orgânicos;
*        Sementeira – o berçário de nossas plantinhas;
*        Composteira – restos de alimentação orgânica em decomposição para adubar a terra da horta e produzir chorume para o combate de pragas;
*        Viveiro Escola – a formação de uma floresta;
*        Plantas carnívoras – quatro tanques de plantas carnívoras com seis espécies diferentes;
*        Sala de memórias (papel reciclado e 3 Rs) – demonstrativo dos 3 Rs (Reduzir, Reutilizar e Reciclar) e produção de papel reciclado;
*        Articulados – artrópodes que são animais importantes para a natureza como polinizadores e decompositores;
*        Camuflados – animais que realizam a camuflagem;
*        Fiandeiras – espaço natural das aranhas;
*        Abelhas – duas colônias de abelhas inofensivas e sem ferrão e sua importância na polinização;
*        Sala das Aves / observação externa – espaço para compreender a importância das aves no meio ambiente, assim como a problemática do tráfico de animais;
*        Carpoteca –onde se armazenam sementes e possibilidades de brincar com elas;
*        Sucatoteca – reaproveitamento de materiais (sucata);

Serviço – Parque Escola, à Rua Anacleto Popote, 46, Valparaíso, em Santo André. Inscrições e informações: 3356-9060 / 3356 – 9056 / 3356-9051
parqueescola@santoandre.sp.gov.br Espaço aberto à visitação

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Parque Escola ensina ecologia em passeio de observação de aves"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *