Parlamentares repudiam estupro e defendem punição exemplar aos culpados

428 0

Da Redação – Parlamentares do PSDB manifestaram revolta com o estupro coletivo sofrido por uma jovem de 16 anos no Rio de Janeiro, um episódio que chocou o país e provocou muita indignação. Tucanos e tucanas se solidarizaram com a menina e cobraram a punição aos envolvidos. Além disso, defenderam mais respeito e proteção às mulheres.

Por meio de seu perfil no Facebook, o líder do PSDB na Câmara, Antonio Imbassahy (BA), ressaltou que o caso profunda perplexidade e tristeza em todo o país. Como se não bastasse o estupro, as imagens foram, de forma covarde, divulgadas em redes sociais. O tucano lembrou que outro caso semelhante ocorrido em Bom Jesus (PI) na mesma noite: uma adolescente de 17 anos foi violentada por cinco homens, sendo quatro menores de idade.

“Que os criminosos sejam identificados e punidos exemplarmente e que as vítimas recebam a assistência e a proteção necessárias do Estado. Combater os crimes cometidos contra as mulheres é uma tarefa dos governos e da sociedade”, apontou o deputado.

A adolescente contou à polícia que no último sábado (21) foi à casa de um rapaz com quem tinha um relacionamento. Eles estavam sozinhos. E que depois só se lembra que acordou no domingo (22) em uma casa na mesma comunidade com 33 homens armados com fuzis e pistolas. Estava dopada e nua.
Standard Podcast [ 2:25 ] Play in Popup | Download

A família só descobriu na quarta-feira (25), quando soube da divulgação de vídeo e fotos na internet. A polícia do Rio e o Ministério Público estão investigando o caso. A polícia já identificou quatro dos 33 homens suspeitos de terem cometido o crime bárbaro.

REDES SOCIAIS – A repercussão do triste episódio levantou nas redes sociais a importância do debate sobre a “cultura do estupro” vigente no Brasil e da denúncia pelas vítimas. Pesquisa feita pelo Ipea, em 2014, não deixou dúvidas sobre isso: 26% dos entrevistados consideram que “mulheres que usam roupas que mostram o corpo merecem ser atacadas”. De acordo com último Anuário Brasileiro de Segurança Pública, com dados de 2014, a cada 11 minutos, uma mulher é estuprada no Brasil. Ou seja, somente naquele ano quase 48 mil pessoas foram vítimas do crime no país.

A deputada Geovania de Sá (SC) lamenta que nos dias atuais esse tipo de crime ainda esteja acontecendo no país. A parlamentar defende mais atenção com a segurança pública e também que as leis sejam aplicadas para que acabe a sensação de impunidade, combustível para os criminosos cometerem atos como esse. “É necessário aplicar as leis c0m mais rigor e punir os culpados”, cobrou. “É inadmissível que uma mulher nos dias atuais ainda seja violentada. Precisamos quebrar esse paradigma urgente. E que a Lei Maria da Penha também seja aplicada”, completou nesta sexta-feira.

A deputada Shéridan (RR) também mostrou sua indignação. “Muito triste, estarrecida e revoltada com o ocorrido com esta jovem. Onde vamos parar? É preciso denunciar, combater esse cenário e dar um basta a todo e qualquer tipo de violência. Me solidarizo com essa jovem e sua família que terão que conviver com as marcas de tamanha crueldade. Punição aos culpados”, lamentou a deputada. É inadmissível que uma mulher nos dias atuais ainda seja violentada, disse a deputada Geovania de Sá nesta sexta-feira.

Para Otavio Leite (RJ), o episódio é inaceitável. “Os 30 monstros têm que ser presos. Rigorosa e radicalmente punidos”, cobrou. Segundo ele, a jovem violentada merece o apoio e a solidariedade nacional. “A  sociedade se levanta para exigir punição exemplar contra monstros que estupraram jovem indefesa no Rio”, afirmou Marcus Pestana (MG).

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Parlamentares repudiam estupro e defendem punição exemplar aos culpados"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *