Parabéns ao vice-campeão brasileiro. Seja ele quem for

452 0

* Márcio Trevisan – É bem verdade que o futebol tem lá os seus caprichos, e que estes não são poucos. Também é verdade que os seus deuses adoram aprontar surpresas, deliciam-se quando invertem situações aparentemente irreversíveis. Igualmente, no mundo da bola, não raro o que parece decidido em um domingo, três ou quatro domingos depois se encontra bem longe de se definir. Mas o fato é que se tudo continuar como está – ou mesmo se mudar um pouco – terminado o primeiro turno do Brasileirão só resta a todos que acompanham a competição saber quem será o seu vice-campeão assim que as 38 rodadas estiverem concluídas.

O que acontece com o Corinthians é inexplicável. O técnico é novato, o elenco está longe de arrancar suspiros, o futebol apresentado nem em sonho é bonito de se ver, a equipe é tecnicamente bem inferior a muitas que o clube teve em seus quase 107 anos de vida. Mesmo assim, o time termina o turno com a melhor campanha da história dos pontos corridos (47 pontos), sem perder um único jogo (14 vitórias e 5 empates), está invito há 34 partidas e a cada dia parece cada vez mais próximo da conquista do seu 7º título da competição.

Muitos dizem, ou talvez esperam, que uma hora esta excepcional e inacreditável boa fase irá passar. Aferroam-se a detalhes verdadeiros, como erros inexplicáveis de adversários na hora das finalizações ou na marcação, bolas que desviam em zagueiros corintianos e só por isso não entram, uma enorme quantidade de jogadores corintianos que vivem os melhores momentos de suas carreiras, etc. De fato, tudo isso é verdade, e também é verdade que não vai durar pra sempre.

Mas aí é que está: não precisa durar. A vantagem que o Timão abriu sobre os demais integrantes do G4, na teoria os únicos que ainda podem preocupá-lo, é tão grande que um ou outro tropeço, ou mesmo alguns tropeços, ainda que seguidos, em pouco ou quase nada atrapalharão a caminhada corintiana. Grêmio/RS (8 pontos atrás), Santos (12 pontos distante) e Palmeiras (15 pontos mais longe) terão de ter erro próximo a zero e, ainda por cima, torcer para que o ambiente se reverta por completo pelos lados de Itaquera no returno. E, pra ser sincero, nem sei se mesmo que tudo isso aconteça adiantará alguma coisa.

É muito chato para um profissional que vive do futebol e pelo futebol ter de admitir, com tanta antecedência, que um campeonato acabou. Mas a verdade é que, a partir de agora, só está aberta a disputa pelo segundo lugar.

Curtinhas

Apenas uma questão de tempo – O Inter/RS começou a Série B com uma campanha abaixo da esperada, é verdade, mas nem por isso as violentas atitudes da galera colorada se justificavam. Seria, como frisei algumas vezes nesta coluna, somente uma fase, e rapidinho tudo se encaixaria. Não deu outra: ao fim do primeiro turno, a equipe gaúcha ganhou quatro das últimas cinco partidas, chegou aos 33 pontos, terminou na vice-liderança e a apenas três do América/MG.

Paulistas na ponta – Dois dos quatro representantes de São Paulo na Série C do Brasileirão continuam muito bem, obrigado. O Botafogo de Ribeirão Preto/SP está na liderança de sua chave, com 22 pontos, seguido de perto pelo São Bento de Sorocaba/SP, que soma 20, após 13 de 18 rodadas. E o mais legal é que ambas as equipes se enfrentarão no próximo domingo, 13/08, no tradicional Estádio Sant Cruz. Por outro lado, os outros dois paulistas – Bragantino e Mogi Mirim – lutam mesmo é para não serem rebaixados à Quarta Divisão nacional em 2018.

Por falar nela… – Aconteceram neste fim de semana as primeiras partidas das quartas-de-final da Série D, e quatro equipes deram um passo importante rumo ao acesso à Terceira Divisão do ano que vem. Juazeirense/BA, URT/MG, Operário/PR e Atlético/AC venceram seus adversários: América/RN (3 a 0), Globo/RN (1 a 0), Maranhão (3 a 1) e São José/RS (1 a 0), respectivamente. Enquanto mineiros e acreanos precisarão apenas de um empate no jogo de volta, baianos e paranaenses poderão até perder (desde que por pequena margem) e, ainda assim, garantirão suas vagas.

Sinceridade – O atacante Robinho não desconversou sobre as chances de o Atlético/MG ainda sonhar com o título do Campeonato Brasileiro deste ano. Antes apontado como um dos favoritos à conquista, o Galo terminou o primeiro turno nada menos do que 24 pontos (isso mesmo: 24 pontos!) atrás do líder Corinthians. Por isso, o jogador foi taxativo: “Nosso foco tem de ser apenas a Libertadores. No Brasileiro, jogaremos apenas para honrar a camisa”.

* Márcio Trevisan é jornalista esportivo há 28 anos. Começou no extinto jornal A Gazeta Esportiva, onde esteve por 12 anos. Passou, também, pelas assessorias de Imprensa da SE Palmeiras e do SAFESP, além de outros órgãos. Há 11 anos iniciou suas atividades como Apresentador, Mestre de Cerimônias e Celebrante, tendo mais de 360 eventos em seu currículo. Hoje, mantém o site www.senhorpalmeiras.com.br. Contato com o colunista pelo e-mail trevisan.marcio1968@uol.com.br

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Parabéns ao vice-campeão brasileiro. Seja ele quem for"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *