Para tucanos, inflação e juros em queda são sinais de recuperação da economia em 2017

461 0

Da Redação – O ano de 2017 começou com sinais de melhora na economia brasileira. Deputados do PSDB acreditam que o país começa a se recuperar de um crítico período causado pelos governos petistas. Inflação dentro da meta e juros em queda se tornaram uma realidade diante das medidas que vêm sendo tomadas pelo governo federal.

Na terça-feira (10), o IBGE divulgou o resultado da inflação de 2016: 6,29%, abaixo do teto da meta, de 6,5%, e bem menos que os assombrosos 10,67% de 2015, último ano do governo Dilma. Para 2017, a expectativa é de que o IPCA, índice que mede a inflação oficial do país, se aproxime ainda mais do centro da meta, de 4,5%. Logo após a divulgação do resultado do ano passado, o Banco Central reduziu a taxa básica de juros (Selic) de 13,75% para 13% ao ano. Alguns bancos já decidiram reduzir as taxas cobradas dos consumidores, como o Banco do Brasil.

O deputado Antonio Imbassahy (BA), líder do PSDB na Câmara, destacou que a inflação está no nível mais baixo dos últimos três anos e que a redução na Selic já é a terceira após a troca de governo.  “O PT deixou como herança uma taxa básica de juros de 14,25%. Com a nova redução, bancos como Bradesco e Banco do Brasil já estão barateando linhas de crédito para pessoas físicas e empresas. Passos importantes para o crescimento do país”, comemorou o tucano.

O Banco do Brasil divulgou nota com redução em várias de suas linhas de crédito. As reduções ocorreram na maior parte das linhas, sendo que em cinco delas o ajuste foi maior do que o impacto da redução da Selic, de acordo com a estratégia comercial do BB. A maior redução, de 4 pontos percentuais, será no rotativo do cartão de crédito.

Para os clientes pessoa física do Bradesco, entre as linhas que tiveram redução, a de Crédito Pessoal teve sua taxa mínima reduzida de 2,84% para 2,78% ao mês, e a máxima de 7,78% para 7,72% ao mês. A instituição ainda informou que várias linhas para pessoas jurídicas tiveram redução de juros.

CRESCIMENTO – O deputado Eduardo Cury (SP) também comemora os resultados. Ele destaca ainda a reação da economia no último mês de novembro. Segundo informações divulgadas nesta sexta-feira (13) pelo Banco Central, o nível de atividade da economia brasileira reverteu a tendência de queda e apresentou leve crescimento no penúltimo mês de 2016: 0,2% em comparação com outubro.

O resultado aponta para uma inversão da tendência do indicador, que havia registrado encolhimento de 0,15% em outubro, na comparação com setembro. A alta é a primeira desde julho de 2016.

“Estou muito otimista com as notícias que temos recebido. Uma das mais animadoras foi a de que o Brasil voltou a crescer em novembro. Foi um crescimento modesto, mas isso já nos mostra que temos uma luz no fim do túnel”, destaca o deputado.

Na avaliação de Cury, a situação que a nação vinha enfrentado era bastante grave e o desemprego ainda é a ferida mais exposta. “E esse é o ponto no qual devemos recuperar todas as nossas forças para que haja uma recuperação o mais rápido possível. Com o Brasil voltando a crescer, como foi em novembro, já mostra uma reversão de tendência. Acredito que 2017 será muito melhor que 2016”.

O deputado afirma que o mercado de trabalho ganhará fôlego conforme as reformas propostas pelo governo forem aprovadas. Ele defende as reformas da Previdência, trabalhista e tributária.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Para tucanos, inflação e juros em queda são sinais de recuperação da economia em 2017"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *