Pacientes do CAPS AD Ribeirão Pires participam de oficina em horta

222 0

Da Redação – A Secretaria de Saúde da Estância Turística de Ribeirão Pires intensifica em todos os setores as ações de humanização e de cuidados dos pacientes na integralidade. Na saúde mental, as oficinas terapêuticas estão trazendo novas formas de tratamento e acompanhamento. No Centro de Atenção Psicossocial (CAPS) Álcool e Drogas, usuários participam de oficina na horta da unidade, estimulando, muito mais do que os sentidos, a integração social.

Espaço antes desocupado no quintal da casa que sedia as atividades do CAPS AD deu lugar à horta, onde, com auxílio da orientadora terapêutica, Memorina de Oliveira, os pacientes semeiam, cultivam e colhem hortaliças e plantas. No canteiro há quiabo, jiló, alface, almeirão, escarola, coentro, salsinha, cebolinha, hortelã, erva-doce, capim-santo e poejo.

“As equipes da Saúde Mental estão trabalhando em diferentes frentes para humanizar os cuidados prestados aos pacientes atendidos em nossa rede, tanto nos CAPs quanto nas Residências Terapêuticas. Nesse contexto, ainda há muitos tabus a serem debatidos e superados, mas com muito carinho estamos avançando, vencendo preconceitos e abrindo novas possibilidades e perspectivas para essas pessoas”, explicou a secretária de Saúde de Ribeirão Pires, Patrícia Freitas.

“Entre os benefícios da prática da oficina na horta estão o estímulo sensorial – tato e olfato; a integração entre os pacientes e também a comunidade; o resgate de reminiscências – uma vez que muitos dos pacientes atendidos vieram de espaços onde, na infância, eram cultivadas plantas e hortaliças; bem como o estímulo à alimentação saudável”, explicou Memorina, terapeuta responsável pelo projeto da horta.

O valor arrecadado com as vendas das hortaliças e plantas (temperos e chás) é utilizado para a compra de novas sementes e mudas. Nos próximos dias, por exemplo, os pacientes do CAPS AD deverão colher os pés de escarola. No espaço, serão plantados repolhos, por escolha dos próprios pacientes, o que torna a horta sustentável.

Ainda neste ano, a iniciativa será ampliada, contemplando, também, crianças atendidas no CAPs Infantil. A casa que sedia o serviço já conta com espaço preparado para receber a horta – 15 canteiros. No caso das crianças, a atividade contribui, ainda, para o fortalecimento da comunicação. A Secretaria de Saúde da cidade estuda, ainda, a implantação de hortas nas Residências Terapêuticas.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Pacientes do CAPS AD Ribeirão Pires participam de oficina em horta"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *