Orlando Morando autoriza a construção do Hospital da Mulher

965 0

Texto: Gabriela Maria – Crédito-Fotos: Ricardo Cassin (PMSBC)

Da Redação – O prefeito de São Bernardo, Orlando Morando, autorizou, nesta sexta-feira (14/12), a assinatura do projeto que garante a construção de um novo hospital para a cidade: o “Hospital da Mulher” – segundo equipamento de Saúde implementado pela atual gestão.

A nova unidade será localizada no antigo prédio do Instituto Municipal de Assistência à Saúde do Funcionalismo (IMASF), no bairro Nova Petrópolis, e irá incorporar o atendimento do Hospital Municipal Universitário (HMU), ampliando a capacidade de leitos e atendimentos.

Durante o ato oficial, o chefe do Executivo apresentou a planta do terreno, que escreve uma área de 14.920 m², com pronto atendimento de ginecologia e obstétrico, centro cirúrgico, ambulatórios, Unidade de Terapia Intensiva obstétrica, ginecológica e neonatal, Casa da Gestante, Núcleo Internode Regulação, entre outros. Além disso, irá ampliar a quantidade de leitos, de 128 para 150.

“Assim que me tornei prefeito, fiz questão de vistoriar este prédio do IMASF, que estava completamente inutilizado. Nós buscamos alternativas para dar vida a esta estrutura e após uma perícia, chegamos a uma contrapartida de R$ 28 mi. A Prefeitura comprou o prédio e já investiu R$ 16 mi. O restante do valor também está sendo quitado”, explicou Morando.

A agenda foi realizada no local do futuro hospital e foi acompanhada pelo secretário de Saúde, Dr. Geraldo Reple, pelo presidente do Imasf, Luiz Carlos Gonçalves, pelo presidente da Fundação ABC e Procurador Geral do Município, Luiz Mário, pela diretora do Complexo Hospitalar, Dra. Agnes Ferrari, e pela diretora do Hospital Municipal Universitário, Dra. Mônica Carneiro, além de demais secretários e vereadores da base aliada.

O prefeito salientou que a compra do imóvel demonstra o respeito da Administração com o dinheiro que é investido pelo servidor público no Instituto Municipal. “Ver este prédio desta forma demonstra o despreparo e o desrespeito da antiga administração com o servidor. Eles tiraram o valor que era pago pelos usuários e construíram, sem qualquer planejamento. Se a Prefeitura não tivesse comprado o imóvel, esse local ficaria abandonado por vários anos”,disse.

CRONOGRAMA – A viabilização do projeto e a construção da unidade serão viabilizadas pelo Banco Interamericano de Investimentos (BID). O prazo para a entrega do projeto será de 7 meses, para depois entrar em fase de licitação. A conclusão da obra será em 2020.

“Montamos um projeto que permite realizar um atendimento de qualidade, em uma estrutura mais apropriada. Hoje, por exemplo, o HMU não realiza exames de tomografia, mamografia, ecocardiograma. Como a sua estrutura física é limitada, esses procedimentos são realizados em unidades externas. Já no novo hospital, teremos todos esses equipamentos, garantindo um serviço de excelência”, garantiu o secretário de Saúde e também médico ginecologista, Dr.Geraldo Reple.

HMU – Atualmente, o Hospital Municipal Universitário realiza, em média, 7.800 consultas por mês, 740 internações, 579 procedimentos cirúrgicos e 430 partos. O hospital conta com 1.000 funcionários, sendo 890 diretos e 110 indiretos.

NOVOS INVESTIMENTOS – Além do Hospital da Mulher, a Prefeitura também irá entregar, em 2020, o Hospital de Urgência (HU). Com obras avançadas, que consolidam 70% da construção, o equipamento irá substituir o Hospital Pronto Socorro Central (HPSC) e oferecer o dobro da capacidade de leitos.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Orlando Morando autoriza a construção do Hospital da Mulher"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *