Home Fóruns Fala, Cidadão Viagens Literárias, momentos mágicos

Viagens Literárias, momentos mágicos

Fala, Cidadão

 
Mestre

Quando, no recente Correntes d’Escritas, um dos maiores acontecimentos literários de Portugal,  em Póvoa do Varzim, cidade onde nasceu o grande Eça de Queiroz, envolvendo 80 escritores de língua portuguesa e espanhola, contei da Viagem Literária do Estado de São Paulo em um debate, ouvi deles: então, no meio de tanta notícia ruim sobre o país, alguma coisa boa acontece pela cultura, pela literatura?

Portanto, não é apenas opinião minha, que venho participando há anos. Tantos que tenho medo que ao me verem as plateias digam: ele de novo?  Este é um programa pelo qual sempre bati, pelo qual os escritores lutam para serem inseridos, e as cidades pedem sua presença. O formato é simples, e funciona. Autores fazem encontros em cidades seguidas, em determinada região. Sempre na biblioteca. A plateia ouve, pergunta, também conta histórias.

Nada melhor para atrair uma criança, jovem, e por que não um adulto, que uma história? Sabemos que hoje competimos com celulares, tablets, vídeo games, toda aparelhagem tecnológica. No entanto por 35 anos de experiência em viagens e encontros, sabemos que a presença de um autor tem um efeito diferente, carismático.

Estar ali com quem escreveu a história, inventou tudo aquilo, prendeu a atenção tem algo de mágico. Isso que as Viagens Literárias têm feito: criam espaços mágicos pelo interior, incentivam, imaginam e fantasiam e mudam a vida cotidiana.

Leia mais sobre a 10ª edição do Viagem Literária do Estado de São Paulo

Ignácio de Loyola Brandão

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.

1 comentário on "Viagens Literárias, momentos mágicos"

  1. Pingback: Viagem Literária chega à décima edição e dobra o número de atividades - CliqueABC