Home Fóruns Fala, Cidadão Sehal publica Nota de Repúdio contra o governador João Doria

Sehal publica Nota de Repúdio contra o governador João Doria

Fala, Cidadão

Mestre

O Sehal, Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação do Grande ABC, e a AETHAL, Associação das Empresas de Turismo, Hospedagem e Alimentação do Estado de São Paulo, por seu presidente, vem externar sua INDIGNAÇÃO com a postura  do Governo do Estado de São Paulo que, ao decretar o retorno do Estado de São Paulo para a fase amarela, o fez sem qualquer análise  das dificuldades econômicas que os empresários de nossa categoria estão enfrentando e, mais uma vez,  desatrelado de qualquer análise científica.

A maior gravidade está no fato de que a categoria não foi chamada para propor sugestões e alternativas que lhes permitissem continuar funcionando dentro dos critérios sanitários legais.

A determinação para encerramento das atividades às 22 horas, além de absurda, prejudica gravemente o comércio, restaurantes, buffets, pizzarias e similares.

Não vemos qualquer sentido em determinar que um cliente, que esteja jantando com familiares e amigos, deixe o estabelecimento às 22 horas, posto que sua permanência até as 23 horas em nada prejudicaria ou contribuiria para disseminação do vírus.

Fato é que estamos em dezembro. Historicamente, esperamos por dezembro para melhorar o faturamento, já que pagamos muitos encargos em dobro e que precisamos trabalhar para estancar um pouco nossas dívidas.

Além disso, dezembro é mês de encontros, de confraternização, de jantares, de Natal e Ano Novo.  A economia se aquece e a roda gira.

Mas, sem qualquer justificativa, o governador fechou até mesmo os restaurantes, pizzarias, buffets e similares, obrigando-os a encerrar suas atividades às 22 horas.

Será que uma hora a mais no funcionamento do restaurante e pizzaria, com pessoas sentadas e dentro das regras, impactaria em propagação de vírus?

Enfim, vivemos em um País de demagogias, onde o transporte público vive abarrotado contaminando aqueles trabalhadores que dependem do mesmo para ir e vir. E, para isso, o governo fecha os olhos!

A hipocrisia governamental é tão latente que deixaram transcorrer livremente as eleições com encontros, comícios e etc, sem qualquer impedimento para, tão logo apuradas as urnas, viessem em rede nacional anunciar o agravamento da pandemia.

Colocar a responsabilidade da contaminação nos restaurantes, pizzarias, buffets e similares e punir os empresários impedindo-os de trabalhar é inaceitável. Não podemos ver os empresários serem tratados como culpados por todas as mazelas da sociedade.

Se querem buscar culpados, busquem nas baladas clandestinas e nos lugares onde pessoas, sem qualquer controle, se aglomeram de forma irresponsável. Intensifiquem a fiscalização e punam os culpados! Deixem quem trabalha corretamente continuar trabalhando!

Os estabelecimentos de nossa base, na grande maioria, estão preparados para o enfrentamento do vírus, com medidas e protocolos que estão seguindo desde o início da pandemia.

Estamos cansados de ver nosso governador ignorar a importância de nossa categoria para a economia do Estado!

Não vamos nos calar! Pedimos socorro aos prefeitos dos municípios que representamos (São Bernardo, São Caetano do Sul, Santo André, Mauá, Ribeirão Pires, Diadema e Rio Grande da Serra) para que nos permitam trabalhar em dias normais ao menos até as 23 horas e em véspera de Natal (dia 24/12) bem como no ano novo (31/12). Que possamos receber clientes até a 1h00, realizando jantares com pessoas sentadas, com a capacidade de lotação de 60%, música ambiente e respeitadas as regras sanitárias já vigentes.

Carlos Roberto Moreira (Presidente do SEHAL / AETHAL)

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.

1 comentário on "Sehal publica Nota de Repúdio contra o governador João Doria"

  1. Pingback: Sehal questiona na Justiça o ato de Doria que restringe atividade de associados - CliqueABC