Home Fóruns Palavra de Internauta Minha renúncia ao cargo de vereador está descartada

Minha renúncia ao cargo de vereador está descartada

Palavra de Internauta

Mestre

O vereador Professor Pio Mielo (PT) encaminhou texto com o seu posicionamento frente à nota divulgada pelo Diretório Municipal do PT de São Caetano solicitando a sua desfiliação:

“Fiquei surpreso com a nota divulgada. Primeiro, fui informado, na última sexta-feira (27/11), que iria acontecer uma reunião no sábado de manhã da Executiva Municipal. Não compareci, pois já tinha compromissos assumidos com a cidade. Na sequência, recebi um comunicado sem estar em papel timbrado do partido e nem estava assinado por algum membro da Executiva.

Além disso, não há, em nenhum veículo informativo ou texto assinado por mim, uma declaração afirmativa dizendo que não há compromisso partidário. Pelo contrário, nestes três anos, enquanto vereador, defendi o projeto democrático, pedi licença para que meu suplente pudesse assumir, compareci a todas as reuniões do diretório e da Executiva, bem como estou com todas as minhas obrigações financeiras e partidárias absolutamente em dia. Inclusive, no ano passado, coordenei a campanha presidencial em São Caetano, que conquistou 22 mil votos para a presidenta Dilma Rousseff.

Porém, estou vereador para defender a cidade, e não apenas aos que votaram em mim ou no partido. Fui eleito, pelo Movimento Voto Consciente, por duas vezes consecutivas (2013 e 2014) como o vereador mais atuante da cidade. Tenho 12 leis aprovadas e sempre me guio pela justiça social e valores democráticos.

Optei por me candidatar, em 2012, pelo PT, partido do qual sou grato, por ter implantado importantes políticas sociais como o Prouni, o Pronatec e o Fies. Na condição de professor, só estou falando da área que eu amo, que é a Educação.

Reconheço no PT uma grande escola de gestão pública municipal, com os prefeitos Luiz Marinho, de São Bernardo, e Fernando Haddad, da capital, como grandes gestores municipais.

Em relação ao futuro, a legislação eleitoral, inclusive homologada pela própria presidenta Dilma, estendeu o prazo até março para que os parlamentares tomem suas decisões quanto às eleições de 2016. Portanto, estou amparado pela legislação e por minha consciência e grupo político.

É legítimo o partido discutir a chapa de vereadores para 2016, atrair a militância e candidatura majoritária.

Atualmente, estou numa extensa agenda de prestação de contas, uma verdadeira caravana da cidadania, realizada bairro a bairro. Tenho trabalhando para ter o direito de ser reconhecido e merecer uma eventual reeleição.

Respeitarei, caso o comunicado seja verídico, em não falar pelo partido. Porém, a hipótese de renunciar ao mandato de vereador está absolutamente descartada. Entendo que não é a vontade da cidade, nem da totalidade dos militantes do partido que, em grande maioria, me aconselham a buscar outros horizontes. Não faço política por vaidade, mas sim por projeto coletivo.

São Caetano do Sul, 1º de dezembro de 2015

Vereador Professor Pio Mielo (PT de São Caetano)

Visualizando 1 post (de 1 do total)
  • Você deve fazer login para responder a este tópico.