Home Fóruns Palavra de Internauta Deserto

Deserto

Palavra de Internauta

 
Mestre

Amadeu Garrido de Paula

Ainda que só tenha a exprimir o nada

porque minha terra se tornou deserta

areia preta, que calcina a ferida aberta

continuarei a dizer versos na calçada

 

Louco, dirão as aranhas do poder

vindas de todas as direções

venenosas como as maldições

tresloucadas para o ser e o maldizer

 

Choro meu País em sórdidas contendas

onde sempre vi pobreza e a vil torpeza

que o embolsou no sangue das pelejas

 

que se espraiaram entre um povo exausto

comandado por vilões das ilusões perdidas

seja um, seja outro, entregam-nos ao demônio, ao holocausto.

 

Amadeu Garrido de Paulaé Advogado e sócio do Escritório Garrido de Paula Advogados

Visualizando 1 post (de 1 do total)

Você deve fazer login para responder a este tópico.