OAB SP defende a manutenção da Justiça do Trabalho

276 0

Da Redação – No primeiro dia de retorno às atividades ordinárias da Seção São Paulo da Ordem dos Advogados do Brasil (09/01), a diretoria da instituição, em reunião com conselheiros secionais e federais e diretores da Caixa de Assistência dos Advogados de São Paulo (CAASP), tratou de temas da pauta nacional da maior relevância para a advocacia e cidadania: a possibilidade de extinção da Justiça do Trabalho e o fim do Ministério do Trabalho. Sob a direção do presidente Caio Augusto Silva dos Santos, o encontro teve grande adesão e resultou em uma série de proposições aprovadas por unanimidade.

A Ordem de São Paulo defenderá a Justiça do Trabalho, assim como pretende discutir a volta do status e estrutura de Ministério do Trabalho. Para pôr em prática esse posicionamento, vai organizar um movimento de conscientização da indispensabilidade e da necessidade de aprimoramento da Justiça do Trabalho, visando, dessa forma, sensibilizar a sociedade sobre a importância da reinstituição do Ministério do Trabalho. A entidade quer reforçar a percepção da Advocacia como instrumento fundamental para a plena realização da Justiça, repudiando todas e quaisquer manifestações que desrespeitem ou menosprezem os profissionais que labutam cotidianamente em defesa dos direitos dos cidadãos.

Audiência pública

Para deliberar sobre todas as medidas tomadas, a OAB SP vai organizar audiência pública em sua sede institucional já programada para o próximo dia 22, às 13h30, com a intenção de promover debates que aprofundem as questões que notabilizam a Justiça do Trabalho e o Ministério como conquistas essenciais para a cidadania.

Protagonizar mobilizações em torno de todos os temas que englobem cidadania e advocacia é da natureza da instituição, que se manterá alerta, já tendo, inclusive, convocado, para o dia 28 de janeiro, encontro institucional com presidentes de Subseções, conselheiros secionais e federais, diretores da OAB SP e da CAASP, para, juntos, deliberarem sobre novas ações e bandeiras que a instituição irá abraçar na nova gestão.

Ao lado do presidente Caio Augusto Silva dos Santos, a mesa diretora foi composta por Aislan de Queiroga Trigo, secretário-geral; Margarete de Cássia Lopes, secretária-geral adjunta; Raquel Elita Alves Preto, tesoureira; Alexandre Ogusuku e Daniela Liborio, conselheiros Federais; Luis Ricardo Vasques Davanzo, presidente da CAASP; Rodrigo de Moraes Canelas, diretor da CAASP; e Fábio Gaspar, presidente do Sindicato dos Advogados do Estado de São Paulo.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "OAB SP defende a manutenção da Justiça do Trabalho"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *