O Brasileirão não tem final. Tem ‘finais’.

922 0

 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 16265886_1386187048120367_3685807754042919719_n-1.jpg
Márcio Trevisan

* Márcio Trevisan – Desde que a CBF resolveu adotar o sistema de pontos corridos na disputa da Série A do Campeonato Brasileiro, e lá já se vão 18 anos, houve quem se posicionasse a favor e quem fosse terminantemente contra. De 2003 para cá a eterna pergunta vem à tona sempre que o torneio está por começar e, também, quando se aproxima do fim: que graça tem uma competição na qual o campeão é conhecido uma, duas, três ou, por vezes, até mesmo cinco rodadas antes do seu encerramento?

No entanto, na edição de 2020, que até poderá terminar no próximo domingo mas que, também, poderá conhecer seu grande vencedor somente na quinta-feira da semana que vem, 25/02, teremos não uma, mas sim algumas “finais”. E a primeira delas já será nesta sexta-feira, dia 19, quando acontecerá no Morumbi o clássico entre São Paulo e Palmeiras.

Explicando: se para o Verdão o jogo nada mais é do que apenas um mero amistoso de luxo, já que como atual campeão da Copa Libertadores da América já assegurou seu lugar na próxima edição do torneio, para o Tricolor “é tudo ou nada”.

Se vencerem o Choque-Rei, os futuros comandados de Hernán Crespo ainda manterão vivas suas remotas, porém existentes, chances de título. Mas, caso os palmeirenses ganhem ou ao menos empatem, tudo estará acabado para o time de Daniel Alves.

A segunda “decisão” acontecerá domingo, 21/01, a partir das 16h00, no Maracanã. Lá, o Flamengo/RJ receberá o Internacional/RS em uma partida que certamente terá ares e aromas de uma grande final. Isso porque se tivermos uma vitória do time gaúcho teremos, também, a conquista do Campeonato Brasileiro após 41 anos.

Isso mesmo: a última vez que o Colorado levantou a principal taça do País foi em 1979!  Para que isso não aconteça, o atual campeão nacional terá de vencer ou, pelo menos, empatar. Se conseguir um destes feitos, adiará a decisão do título para a 38ª e última rodada, e neste caso teremos mais duas outras “finais”: Internacional/RS x Corinthians e São Paulo x Flamengo/RJ – totalizando, desta forma, quatro “decisões”. 

Mas, atenção: se o Tricolor vencer o Verdão na sexta, dois dias mais tarde não houver um ganhador do jogo entre cariocas e gaúchos e na segunda-feira, 22/02, o time paulista vencer o Botafogo/RJ, nada menos do que três equipes chegarão no último dia de disputa com chances de levantar o caneco.

Isso sem que falemos em outros tipos de “finais”, como os jogos que definirão os clubes que se classificarão à Libertadores e à Copa Sul-Americana/2021 e, também, os que apontarão quais os dois times que, juntamente com Coritiba/PR e do próprio clube da Estrela Solitária, disputarão a Série B deste ano.

Diante de tudo isso, deixo aqui uma pergunta: será, mesmo, que o Brasileirão não tem final?

 

O atributo alt desta imagem está vazio. O nome do arquivo é 16265886_1386187048120367_3685807754042919719_n-1.jpg
Márcio Trevisan

* Márcio Trevisan é jornalista esportivo há 32 anos. Começou no extinto jornal A Gazeta Esportiva, onde atuou por 12 anos. Passou, também, pelas assessorias de Imprensa da SE Palmeiras e do SAFESP, além de outros órgãos. Há 14 anos iniciou suas atividades como Apresentador, Mestre de Cerimônias e Celebrante, tendo mais de 450 eventos em seu currículo. Hoje, mantém os sites www.senhorpalmeiras.com.br e www.marciotrevisan.com.br. Contatos diretos com o colunista podem ser feitos pelo endereço eletrônico.

Total 1 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "O Brasileirão não tem final. Tem ‘finais’."

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *