Nova geração de atletas de neve do Brasil faz estreia Olímpica

355 0

Da Redação – A sexta-feira (16) será marcante para as modalidades de neve do Brasil. Isso porque dois jovens talentos farão suas respectivas estreias olímpicas nos Jogos de PyeongChang 2018.

Victor Santos, revelação da comunidade São Remo, de São Paulo, representará o País na prova de 15km estilo livre de esqui cross county, enquanto Michel Macedo, com boa evolução na recuperação após trauma no joelho esquerdo sofrido em queda durante treino, foi liberado para disputar a prova de Super G, disciplina de velocidade.

A prova de Victor Santos será realizada às 15h horário local, (4h no horário de Brasília), no Alpensia Cross Country Centre. “Estou muito concentrado e confiante no treinamento que eu consegui fazer nessa temporada. Foi muito difícil, muito sofrido ao longo da temporada, e com certeza estou preparado para amanhã”, disse o atleta, de 20 anos.

Apesar da pouca idade, Victor está focado na prova para buscar um bom resultado. “Nem dá muito tempo para ficar nervoso com a prova, porque acabo pensando em outras coisas. Desde que cheguei estou passando por uma rotina de alimentação, fisioterapia, treinamento e algumas entrevistas. Consegui fazer bons treinos na pista, então isso está me deixando tranquilo. Melhor ficar calmo e relaxado para controlar o nervosismo e a ansiedade”, disse o atleta. “Se eu consegui deixar tudo o que eu treinei na pista eu vou ficar feliz. O resultado é consequência do que eu fiz esses anos”.

O ski cross country é a modalidade de resistência dos Jogos Olímpicos de Inverno, onde os atletas esquiam em grandes distâncias. Na prova de 15km estilo livre, os atletas largarão com intervalos de 30 segundos entre eles. O vencedor será aquele que fizer o menor tempo de prova.

Já Michel Macedo está de volta às pistas, com treinos cada vez mais intensos, reagindo bem aos estímulos após leve contusão no joelho esquerdo. Vetado inicialmente da disputa do Super Combinado, realizado na última terça (13), e do Super G, que ocorreria na madrugada desta quinta, Michel Macedo contou, além de uma recuperação rápida, com a instabilidade do clima de PyeongChang.

Devido aos ventos fortes no Jeongseon Alpine Centre, a prova foi adiada para sexta, possibilitando um dia a mais de recuperação. Com isso e a liberação do médico da delegação brasileira, Dr. Roberto Nahon, Macedo se credenciou para a disputa da prova.

“Minha recuperação foi boa, estou me sentindo bem, esquiei e treinei nos últimos quatro dias. Meu joelho deu bom sinais na pista e nos gates. Amanhã para a prova do Super G, espero uma pista com neve bem dura, vai ser bom. Na minha última competição oficial na disciplina em Copper Mountain (Estados Unidos) tive um ótimo resultado. Ontem participei de um freeski de Super G e me senti bem, será semelhante ao Slalom Gigante”, pontuou Macedo.

Natural de Fortaleza e residente de Oregon (EUA), Michel foi Top 15 no Super G nos Jogos Olímpicos da Juventude Lillehammer 2016. O atleta, de 19 anos, se destaca desde as categorias de base, chegando ao pódio em nove provas internacionais e quebrando, no último ano, quatro dos cinco recordes brasileiros da modalidade, no Slalom Gigante, Slalom, Super Combinado e também Super G, prova desta sexta. Em El Colorado, durante a Copa Sul-Americana de Ski Alpino, no dia 19 de setembro de 2017, o atleta  registrou 41.46 pontos FIS na disciplina de velocidade. Michel também está inscrito para a disputa do Slalom Gigante, no dia 18, e do Slalom Especial, dia 22.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Nova geração de atletas de neve do Brasil faz estreia Olímpica"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *