NósOutras: evento cultural integra debates sobre feminismo e violações contra a mulher no sistema de justiça criminal

522 0

Da Redação – Entre os dias 4 e 7 de maio, às vésperas do Dia das Mães, acontece, na Matilha Cultural, a programação “NósOutras – Nenhuma Fica para Trás”, que vai integrar os debates das redes feministas às pautas de violações institucionais de gênero, especialmente dentro do sistema de justiça criminal.

No marco dos 10 anos dos crimes de maio de 2006, que deu origem ao movimento Mães de Maio, o evento reunirá mães que perderam seus filhos em execuções policiais, pesquisadoras, ativistas, comunicadoras e interessadas em debater violência policial, encarceramento feminino e a relação entre gênero, raça e a política de guerra às drogas. Apresentações musicais de DJs e MCs, oficinas com blogueiras feministas sobre transexualidade, dança, cabelo, sling e um bazar com mais de 15 expositoras de roupas, comidas vegetarianas, acessórios, tatuagem e arte completam a programação (veja abaixo).

“O objetivo é promover um espaço de fortalecimento de ações e de diálogo entre pessoas, redes e instituições que atuem com pautas feministas, anti-racistas, contra a violência policial e a seletividade penal e por uma cultura ampla de direitos humanos”, afirma Rebeca Lerer, da Anistia Internacional.

Parte da campanha Jovem Negro Vivo, “NósOutras” é uma iniciativa da Anistia Internacional e acontece em parceria com o movimento Mães de Maio, o ITTC (Instituto Terra, Trabalho e Cidadania), a INNPD (Iniciativa Negra por uma Nova Política de Drogas) e a Matilha Cultural.

O evento é idealizado e produzido por uma equipe formada apenas por mulheres, incluindo palestrantes convidadas, expositoras, oficineiras, produtoras, assessoras, djs, mcs, fotógrafas, designers e técnicas de som. O evento é gratuito e uma parcela da renda das vendas do bazar será destinada ao movimento Mães de Maio.

PROGRAMAÇÃO
Quarta, dia 04/05
Roda de conversa: 19h-20h30- “Mulheres em luto: as Mães de Maio e a violência policial “, com Debora Maria (Mães de Maio/SP), Irone Santiago (Rede de Mães Contra a Violência/RJ) e Renata Neder (Anistia Internacional)
Pocket shows:
18h30 MC Lei Di Dai
20h30 Karina Buhr
21h10 DJ Pathy De Jesus

Sexta, dia 06/05
Debate: 16h-18h: “Encarceramento Feminino”, com Lucia Sestokas (ITTC), Quéli Nacif, Natália Padovani e Luciana Zaffalon (mais detalhes em breve)
Debate e lançamento da INNPD em São Paulo: 18:30h – 21:30h – “Guerra às Drogas: uma guerra contra muheres pretas”, com Nathália Oliveira (INNPD), Dina Alves (mais detalhes em breve)
DJs (17h-21h)
MC Souto
Vivian Marques
Cashu
Show (21h-22h)
Liga do Funk com Mc Cacau Rocha, Mc Nicky, Mc Niih, Mc Mano Feu e Mc Ysa.

Sábado, dia 07/05
Oficina I: 14h-18h- Blogueiras com Vanessa Rodrigues e Jarid Arraes: Roda de conversa propositiva sobre pauta de produção de conteúdo dos temas discutidos no evento e ações futuras, com a ideia de dar mais enfoque no assunto entre blogueiras feministas.
15h-16h- Oficina II: Sling (a confirmar)
16h-17h – Oficina III: Oficina de Tullmas bolivianas: Coletivo Base Warmis Convergência de Culturas de mulheres imigrantes
Roda de conversa: 18h30-20h30-  “Travestilidade e Transexualidade”,com Ariel Nolasco sobre realidades e experiências de mulheres trans e travestis dentro da perspectiva de marcadores sociais como gênero, raça e classe.
DJs (14h-22h)
Mya Rovick (Burkamina)
Ju Mineira
Nat Jako
Astrid Hage
Nanã e Lioness Venturah
Gabi Ubaldo
Yule Mansur
Bazar NósOutras – Sexta (06) e Sábado (07), das 12h-22h

MIRA ME – é uma marca de acessórios criada em 2015 pela artista plástica Mira Serrer Rufo. A produção é artesanal e as peças são únicas.
ANGELICA PEREZ- Coxinhas Veganas
TROPICAL WEAR E À DOR AMORES/MARCITA – Roupas exclusivas e lingeries
AS MARIPOSAS- Cenários e figurinos, oficinas de arte e produtos de tecido.
NORI HELENA (patchwork) Patchwork &Cia.- Trabalhos de tecido 100 por cento algodão: bolsas, bolsas térmicas, necessaires, mochilas.
Tamikua Txihi Pataxó – artesanato indígena e pintura  corporal
JULIA PRATA – TERRA: consméticos elaborados a partir de matérias na sua forma mais natural, sem interferência das grandes indústrias.
ESTHER ANDRADE – Artista visual autodidata que aborda temas espirituais, femininos, herméticos, científicos, sociais e soniais @aleluia_brecho
RAQUEL BLAQUE – com Creative Commes : Coletivo de gastronomia com práticas em comida de rua, freeganismo, cozinha experimental, ancestral e aberta.
ADRIANA TERRA-  zines e publicações independentes
EVELYN GOMES – produtos da Índia
JULIANA AKINA –  mesa de prints de diversas artistas.
AUREAR – Artesanatos com reuso dos matérias naturais e reciclados, lata, tecido, madeira, semente, pedraria, fita.
SANDRA KIKO –  trabalho e cartonagem, papel cinza revestido com tecido 100% algodão usados em acessórios femininos e caixas.
” O HTZ – tattoo estúdio (Hysterikaz) – estúdio de tatuagem, body piercing, design de sobrancelhas e Tarot, formado apenas por mulheres.
TATHY ALVES – Totatyando ( botas e brechó)
HELOIZA MACRINI –  Needles & Pins (bordados)
RENATA LOPES – Colares Cristais da Cura confeccionados manualmente com cristais e pedras em esferas de diferentes diâmetros
ARI ADNE- Trabalho com kirie, técnica japonesa de recorte em papel.

Serviço

Data: 4, 6 e 7 de maio de 2016
Local: Matilha Cultural
R Rego Freitas, 542 – República
Entrada: livre e gratuita

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "NósOutras: evento cultural integra debates sobre feminismo e violações contra a mulher no sistema de justiça criminal"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *