Municípios estão sem recursos para acabar com lixões

342 0

Da Redação – Mesmo após a mudança de prazo, os municípios brasileiros não deverão se adequar à Política Nacional de Resíduos Sólidos (PNRS).

“A falta de orientação técnica e recursos financeiros têm colaborado para as prefeituras adiarem projetos nessa área. A penúria é geral em todas as cidades brasileiras. Apesar do panorama geral no país, as prefeituras paulistas encontram-se em situação bem melhor conforme levantamento da Cetesb”, aponta o engenheiro Luiz Pladevall, presidente da Apecs (Associação Paulista de Empresas de Consultoria e Serviços em Saneamento e Meio Ambiente) e vice-presidente da ABES/SP (Associação Brasileira de Engenharia Sanitária e Ambiental).

Dados da Abrelpe (Associação Brasileira de Empresas de Limpeza Pública) apontam que as prefeituras acumulam, desde 2016, R$ 15 bilhões de dívidas com companhias do setor. Ainda segundo a associação, a taxa de inadimplência chegou a 40% em 2016, ante 10% a 15% de períodos anteriores.

Sancionada em 2 de agosto de 2010, a PNRS estabelecia até o final de 2014 o prazo para as prefeituras se adequarem às novas regras. Em julho de 2015, o Senado estendeu o prazo para 2016.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Municípios estão sem recursos para acabar com lixões"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *