Muito há de Pedro a Pato…

662 0


* Márcio Trevisan – Quando Alexandre Pato surgiu, com pouco mais de 16 anos, vestindo a camisa vermelha e branca do Internacional/RS, não foram poucos os que apostaram que, em pouquíssimo tempo, ele se tornaria um dos mais completos atacantes do mundo. Afinal, unia à habilidade um incomum senso de oportunismo, navegava em tranquilas águas sobre todos os fundamentos do futebol e tinha uma formação familiar que o fazia ser infinitamente mais maduro que os demais adolescentes de sua faixa etária.

Quando Pedrinho surgiu, com pouco mais de 18 anos, vestindo a camisa branca e preta do Corinthians, não foram poucos os que apostaram que, dentro do seu devido tempo, ele se tornaria um dos mais completos atacantes do País. Afinal, além de bastante veloz, ele mostrava uma qualidade raríssima de ser encontrada em jogadores de sua geração: o chute de fora da área. Além disso, mesmo muito humilde, deixava claro que sua formação familiar o impediria de se deixar levar pelos quase sempre inebriantes caminhos da fama.

De fato, Alexandre Pato chegou a se destacar longe de Porto Alegre/RS. Brilhou no Milan/ITA, clube pelo qual disputou mais de 150 partidas e fez mais de 60 gols, passou por todas as divisões de base do Brasil e, atuando pela Seleção Brasileira, participou de duas edições dos Jogos Olímpicos, sendo medalha de bronze em Pequim/2008 e de prata em Londres/2012. Faturou, também, a Copa das Confederações pela equipe principal em 2009. 

De fato, Pedrinho já começa a se destacar nos gramados brasileiros. Em seu currículo constam três títulos paulistas – 2017, 2018 e 2019 –, e um Brasileirão – 2017 – e a Fiel torcida o tem como grande esperança de mais taças em um futuro muito próximo. Além disso, acabou de ser convocado por Andre Jardini para a Seleção Brasileira Sub-23, que será a base da equipe que tentará o bicampeonato nas Olimpíadas de Tóquio/JAP, no ano que vem.

Ocorre, porém, que o brilho de Alexandre Pato se limitou à equipe italiana. Em todos os demais clubes por que passou, ou deixou claro que poderia ter sido melhor – e aqui se inclui sua primeira passagem pelo São Paulo – ou, pior ainda, não deixou dúvidas quanto a seu fracasso, como quando defendeu o próprio Corinthians, o Chelsea/ING e até mesmo o pequeno Villarreal/ESP. E hoje, aos 29 anos e de volta ao Morumbi, até agora ainda não disse a que veio e já há quem afirme que não veio para nada. No Majestoso deste domingo, por exemplo, foi o grande fiasco e a maior decepção dos são-paulinos devido a uma pífia atuação, e que chegou a arrancar gargalhadas dos alvinegros.

Já Pedrinho, mesmo ainda tendo muito a crescer e a aprimorar, é hoje – com apenas 21 anos – uma das maiores revelações do futebol brasileiro. No Majestoso deste domingo, ele fez o gol da vitória corintiana e, ao lado do lateral-direito Fágner, foi um dos melhores em campo. Detalhes como estes fazem com que se firme ainda mais na condição de xodó maior da Fiel e de uma das maiores apostas para o futuro do futebol brasileiro.

Muito mais do que apenas uma noite feliz de um e uma noite infeliz do outro, há muito mais diferenças entre Pedro e Pato. E a principal delas talvez seja a vontade com que cada um deles veste a camisa do seu clube.

CURTINHAS

Fogo no “tapete” – O Botafogo/RJ solicitará à CBF a anulação da partida de sábado, na qual foi derrotado pelo Palmeiras por 1 a 0, em Brasília/DF. O clube irá provar que o árbitro Paulo Roberto Alves Júnior/PR reiniciou o jogo antes de interrompê-lo para confirmar no VAR se o centroavante palmeirense Deyverson havia ou não sofrido pênalti, fato que contraria as normas da FIFA. De fato, as imagens provam que o goleiro Gatito recolocou a bola em jogo com a anuência do apitador, e por isso o caso pode dar o que falar.

Será um reflexo? – Acusado de seríssimas irregularidades em suas categorias de base, o Cruzeiro/MG vive também dentro de campo uma péssima fase. Embora classificado às oitavas de final da Libertadores, no Brasileirão a Raposa vem mal demais e, neste domingo, conseguiu perder em plena BH para a Chapecoense/SC (2 a 1).  As quatro derrotas em seis jogos e a atual 16ª posição na tabela (que poderá ficar ainda pior, dependendo dos resultados dos jogos desta segunda), já deixam o técnico Mano Menezes pra lá de balançado, se é que me entendem…

Quem fala a verdade… – O Vasco da Gama/RJ deixou escapar quatro preciosos pontos nas duas últimas rodadas – vencia Avaí/SC em casa e Fortaleza/CE no Ceará até os últimos minutos, mas acabou cedendo dois empates. Mesmo assim, o técnico Wanderley Luxemburgo se mostrou tranquilo na coletiva deste domingo, no Castelão, pois, segundo ele, “o time não vai ganhar o campeonato e nem uma vaga na Libertadores. Nossa disputa é reconquistar a credibilidade e o respeito dos adversários”. Ok: mas por hora o time de São Januário segue na última posição na tabela.

Quase como o Verdão – O Botafogo de Ribeirão Preto/SP segue com uma excelente campanha neste começo de Série B. A Pantera é a líder geral e isolada do torneio, com 12 pontos em 15 disputados e, consequentemente, 80.0% de aproveitamento. Tais números a deixam bem próxima do Palmeiras, que lidera a Série A com 16 pontos em 18 disputados (ou 88.8%) de sucesso. Em outras palavras: com exceção do Verdão, o Tricolor do Interior paulista é a equipe que mais pontuou dentre as 40 que disputam as duas principais divisões do País.


* Márcio Trevisan é jornalista esportivo há 30 anos. Começou no extinto jornal A Gazeta Esportiva, onde esteve por 12 anos. Passou, também, pelas assessorias de Imprensa da SE Palmeiras e do SAFESP, além de outros órgãos. Há 13 anos iniciou suas atividades como Apresentador, Mestre de Cerimônias e Celebrante, tendo mais de 450 eventos em seu currículo. Hoje, mantém os sites www.marciotrevisan.com.br e www.senhorpalmeiras.com.br. Contato com o colunista pelo e-mail apresentador@marciotrevisan.com.br.



Total 6 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Muito há de Pedro a Pato…"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *