Mercado aponta para gás natural e GLP como alternativa a partir de 2021

620 0

Da Redação – O projeto Perspectivas 2021 desta segunda-feira (11) vai tratar de dois energéticos muitos importantes para o país: o gás natural e o gás liquefeito de petróleo (GLP ou gás de cozinha). Para isso, convidamos duas figuras muito conhecidas desses setores – o presidente do Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo (Sindigas), Sergio Bandeira de Mello, e o presidente-executivo da Associação Brasileira das Empresas Distribuidoras de Gás Canalizado (Abegás), Augusto Salomon.

Em relação ao GLP, a expectativa do setor é de crescimento da demanda em torno de 1,5% a 2% em 2021. O presidente do Sindigas defende ainda que o combustível seja usado para além da cozinha, abraçando também a geração de energia. “A crise do Amapá, em parte, nos mostrou o quanto o GLP é capaz de responder com eficiência a múltiplas possibilidades de uso, pois não faltou GLP em um único dia em meio ao apagão”, lembrou Bandeira de Mello.

Enquanto isso, Salomon afirmou que o gás natural é visto como a energia de base para uma transição energética. Para ele, o uso de térmicas a gás na base são uma solução estruturada para o setor elétrico brasileiro. O presidente-executivo da Abegás também citou os grandes volumes do combustível no pré-sal e acredita que esse insumo só será aproveitado se houver demanda firme e infraestrutura suficiente para escoá-lo, processá-lo e transportá-lo até indústrias, comércios e residências.

LEIA A ENTREVISTA COMPLETA NO SITE PETRONOTICIAS

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Mercado aponta para gás natural e GLP como alternativa a partir de 2021"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *