Matrículas em cursos de graduação em tecnologia crescem 331% em 2 anos

7518 0

Graduação de apenas 2 anos atrai alunos em busca de formação rápida e mensalidades 40% mais baratas

Graduação de 2 anos atrai alunos em busca de formação rápida e mensalidades 40% mais baratas

Papo de Educação – Ao escolher um curso de graduação em uma faculdade, o estudante precisa definir, entre outras coisas, qual será o tipo de formação que pretende seguir. Nesta hora, ele se depara com as duas opções tradicionais, bacharelado e licenciatura, e com a formação em tecnologia, modalidade de ensino superior que apresenta grande crescimento nos últimos anos.

Segundo os dados do Censo da Educação Superior, divulgados pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep), o número de alunos matriculados em cursos de graduação tecnológica cresceu 331% entre 2014 e 2016.

A alta também é constatada na busca por bolsas de estudo nesta modalidade: segundo levantamento do Quero Bolsa, principal plataforma para inclusão de estudantes no ensino superior com bolsa de estudo, entre 2016 e 2017 houve aumento de 165% na oferta de bolsas para ingressantes em cursos de tecnologia.

Veja também:
Como o Quero Bolsa funciona
Passo a passo de como conseguir uma bolsa de estudos no Quero Bolsa

Qual é a diferença entre curso de tecnologia, bacharelado e licenciatura?

A principal diferença entre os três tipos de graduação é o perfil do egresso. No bacharelado, o aluno recebe preparação profissional para atuar ativamente em sua área (bacharel), enquanto a licenciatura forma pessoas que pretendem ensinar o seu ofício (licenciado). Já o curso tecnológico forma profissionais que atendem diretamente às demandas do mercado de trabalho (tecnólogos). Um exemplo fácil para entender tal diferença e a carreira de Administração e suas diversas áreas de gestão. O bacharelado em Administração prepara o aluno para gerenciar os recursos humanos, materiais e financeiros de uma organização. Já os cursos tecnológicos focam especificamente em uma das muitas de atuação de um administrador, como Recursos Humanos, Logística, Marketing, Tributária, entre outras.

A diferença de foco faz com que a graduação tecnológica seja mais prática, o que a aproxima de boa parte dos estudantes. Outro atrativo, sem dúvida, é o custo. Segundo o Quero Bolsa, a mensalidade do curso de tecnologia é, em média, 40% menor do que as praticadas no bacharelado. Somado ao fato de o curso ter duração inferior, normalmente dois anos ao invés dos 4 ou 5 anos dos bacharelados, o investimento na formação é drasticamente menor. O estudante que faz um curso superior de tecnologia também pode pleitear, além de bolsas de estudo via Quero Bolsa, benefícios em programas oficiais como Prouni e Fies.

Duração menor também ajuda

Além do fator econômico, com menor número de mensalidades e valores mais baixos, este quesito pode ajudar o estudante a entrar mais rapidamente no mercado de trabalho, o que é um dos maiores objetivos deste público, segundo pesquisa recente do Semesp (Sindicato das Entidades Mantenedoras de Estabelecimentos de Ensino Superior no Estado de São Paulo).

A evolução profissional também pode ser acelerada, já que o egresso pode cursar Pós-graduação e MBA.

Restrições ainda atrapalham A modalidade, no entanto, também pode apresentar desvantagens. Apesar de o Ministério da Educação considerar os diplomas de bacharelado, licenciatura e tecnologia igualmente válidos em território nacional, tanto em cursos presenciais quanto na educação a distância (EaD), as diferenças entre os cursos podem ser restritivas em alguns aspectos, como no caso de concursos públicos, que podem limitar a concorrência apenas para bacharéis e licenciados.

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Matrículas em cursos de graduação em tecnologia crescem 331% em 2 anos"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *