Mães e filhas

790 0

0c831b_df39bc6ec0f0462890c3ea3306ae1040mv2* Maristela Prado – Toda mulher sonha em ser mãe de menina, mas claro que ser mãe de menino também é maravilhoso. Eu tenho os dois, e ter um filho é ter um apaixonado por você para o resto da vida.

Mas a menina é aquela bonequinha que você brincou de mamãe e filhinha e que se tornou realidade. Enfeitar a menina com laçarotes, vestidos e acessórios dá enorme prazer. Mas elas crescem, e depois, como fica?

Desde pequena aprendemos a ser mãe, cuidar, alimentar, levar para passear e estar preocupada sempre. Quando temos nossas filhas, não substituímos pelas bonecas, pois a realidade é bem mais difícil do que nas brincadeiras.

Conforme crescem começamos a ver nossas bonequinhas transformarem-se em adolescentes, cada vez mais cedo, e aí é que passamos a ter uma amiga e companheira para sempre. Ou não. Nessa fase as meninas costumam ser rebeldes com as mães. É difícil, mas ainda bem que passa rápido.

Na maioria das vezes tornam-se muito próximas de nós. É bonito ver a amizade de mãe e filha. Sair juntas, conversar, tomar aquele café no shopping, pedir opinião e, principalmente, entender. Isso, com certeza, vem bem mais tarde, já que muitas coisas só entendemos depois que somos mães; antes, somos chatas.

Que bom né que tivemos uma mãe chata. Só assim pudemos aprender a ser uma mulher. Se não tivesse essa mãe chata seríamos perdidas, sem rumo, sozinhas… E isso tem, mães e filhas que não se entendem, não são amigas. Muito triste ver essa situação.

Sonhamos com a maternidade, mas nem sempre nos traz bons resultados. Será por não darmos a atenção necessária, por não aceitar um filho difícil, por falta de “tempo”, que não tem justificativa, ou apenas por deixar a vida levar?

Um filho precisa muito mais do que tudo isso junto, tudo vale a pena, mesmo que não dê certo alguma coisa. Mas com filho tudo vale, até o que você acha que não. É só enxergar tudo diferente, olhar e entender que aquele foi destinado a você para cuidar e ensinar. É seu, depende totalmente do seu amor e cuidado, e isso é para sempre.

Sua bonequinha só cresceu; no meu caso chamo de minha florzinha, mas ainda estou regando. Enquanto estamos aqui precisam daquele mesmo cuidado do começo, com carinho e dedicação. Filho é para sempre, e amor não acaba, o que acaba é  atenção e cuidado.

Todos somos filhos, e se estamos aqui é porque tivemos uma mãe que não desistiu de nós. Então continue a cuidar da sua, não desista, sua obra é perfeita. O que vai fazer dela? Amar, amar e amar. E a minha florzinha? Ah! Já deu flor, mas continuo a regar…

 

* Maristela Prado é Bacharel em Letras e revisora de textos, casada e mãe dois filhos adultos. Leia mais no blog As Letras da Vida

Total 2 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Mães e filhas"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *