Luiz Marinho autoriza início da construção do Centro Comercial Silvina/Oleoduto

867 0

Da Redação – “Um local digno para trabalhar.” É dessa maneira que Maria Cícera da Silva definiu o futuro Centro Comercial Silvina/Oleoduto. Ela é uma das 19 comerciantes que serão beneficiados com a construção do espaço, que tem início na próxima segunda-feira (23). A assinatura pelo prefeito Luiz Marinho da ordem de serviço para o início das obras aconteceu nesta quarta-feira (18), no Paço Municipal. Também estavam presentes o secretário de Serviço Urbanos, Tarcisio Secoli, e a de Habitação, Tássia Regino.

Maria destacou que, hoje, o espaço para o comércio no bairro é precário e que, com o Centro, a atividade comercial será fortalecida. “Os moradores do Silvina/Oleoduto não vão precisar ir até o centro da cidade para fazer suas compras, mas consumir os produtos vendidos no novo espaço. Isso ajuda a fortalecer o comércio do bairro”, salientou.

O Centro Comercial Silvina/Oleoduto terá 1.087 m² e 19 unidades comerciais de 16,80 m² cada, além de três sanitários para o público e um para uso restrito dos condôminos ou funcionários.

O prefeito de São Bernardo salientou que, mesmo a obra tendo prazo de dez meses para conclusão, é possível que os trabalhos terminem antes. “Peço para que a construtora conclua a construção antes do aniversário da cidade, em agosto”, disse.

O Conjunto Habitacional Jardim Silvina é resultante do Projeto de Urbanização do Assentamento Precário Silvina/Oleoduto, que conta com recursos do Governo Federal, por intermédio da Caixa Econômica Federal. O projeto faz parte do Programa de Urbanização, Regularização e Integração de Assentamentos Precários/PAC-1.

A secretária de Habitação destacou que essa ação finaliza a urbanização do assentamento precário Silvina/Oleoduto. “Cumprimos diversas exigências para que o Centro seja construído. Mas era imprescindível que todos fossem atendidos: moradores e comerciantes”, destacou.

Além das obras, as ações do projeto abrangem a regularização fundiária e o trabalho social com as famílias, desenvolvidos nas duas fases do projeto. Na primeira, foram realizadas obras de infraestrutura e construídas 532 unidades habitacionais (entregues em outubro de 2012) para atender famílias da própria área, que haviam sido removidas, e do alojamento Léo Comissari. Ao todo, foram beneficiadas 772 famílias, o que inclui as 532 que receberam moradia e 240 incluídas no programa de regularização fundiária.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Luiz Marinho autoriza início da construção do Centro Comercial Silvina/Oleoduto"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *