Justiça acata denúncia e Aidan vira réu em caso de suposta corrupção

823 0

* Gislayne Jacinto (Jornal ABCD Maior) – O ex-prefeito de Santo André Aidan Ravin (PSB) virou réu no processo que apura venda ilegal de licenças ambientais no Semasa (Serviço Municipal de Saneamento Ambiental de Santo André). A juíza da 1ª Vara Criminal da cidade, Maria Lucinda Costa, acatou, na última semana, denúncia de corrupção apresentada pelo MP (Ministério Público) e determinou a abertura de processo penal.

Aidan, que foi prefeito entre 2009 e 2012, de acordo com a Promotoria Pública, teria participado diretamente da extorsão às empresas. “A denúncia aponta que há elementos suficientes sobre a existência de crime”, disse o promotor responsável pelo caso, Roberto Wider, ao acrescentar que a sentença da ação deve sair até o fim do ano. Wider informou que a próxima etapa do processo é arrolar testemunhas e realizar audiência. Além do ex-prefeito, outras dez pessoas se tornaram réus, entre elas Angelo Pavin, ex-superintendente do Semasa e o advogado Calixto Antonio Júnior.

Na lista dos denunciados também estão Walter Roberto Constantino Torrado, ex-secretário de Aidan, Antonio Feijó, ex-assessor do prefeito, Eugênio Voltarelli Júnior, Dolvilio Ferrari Filho, Maicol Vizacri, Lineu Carlos Cunha Matos, Carla Adriana Basseto da Silva e Roberto Massanobu Tokusumi.

Punição – O Ministério Público apresentou denúncia em que todos responderão por formação de quadrilha (podem pegar de um a três anos de prisão), corrupção (dois a 12 anos de reclusão) e falsificação de documentos (dois a oito anos de prisão). O ex-prefeito não será incluído neste último crime e sim Angelo Pavin.

Na inicial do processo do promotor Roberto Wider consta ainda que, em dia não determinado, entre o final de fevereiro e início de março de 2012, no interior do Semasa, Aidan, Angelo Pavin, Dolvílio, Torrado e Feijó “agindo em concurso com Calixto e Voltarelli”, teriam solicitado diretamente à representante da construtora Fratta, vantagem indevida de R$ 300 mil para a concessão de licença ambiental. Na defesa que apresentou à Justiça antes dessa decisão, Aidan negou todas as acusações, assim como os demais denunciados.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Justiça acata denúncia e Aidan vira réu em caso de suposta corrupção"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *