Juliana e Montanha, recordistas sul-americanos e com índice olímpico, disputam o Troféu Brasil

462 0

Da Redação – Juliana Paula Gomes dos Santos e Wagner Domingos, o Montanha, são destaques do atletismo brasileiro na temporada. A fundista e o lançador do Clube de Atletismo BM&FBOVESPA bateram o recorde sul-americano de suas provas e também conquistaram a qualificação para disputarem a competição olímpica pela primeira vez na carreira. Os dois atletas estarão presentes no XXXV Troféu Brasil, que começa nesta quinta-feira (30/6/2016), na Arena Caixa, em São Bernardo do Campo.

Montanha é o primeiro a competir. Já na quinta-feira, primeiro dia do torneio, terá pela frente a qualificação (8 horas) e a final (15h10) do lançamento do martelo. Juliana vai participar de duas provas: na sexta-feira, dia 1º, corre os 3.000 m com obstáculos (18h05), no qual tem o índice olímpico. No dia seguinte, sábado (2/6/2016), disputa a final dos 5.000 m (17h10), prova em que conquistou a medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos de Toronto, em 2015.

O atleta do lançamento do martelo chegou da Eslovênia no domingo (26/6), especialmente para disputa do Troféu Brasil – Montanha, de 33 anos, tem 11 títulos nacionais. Nesta temporada, melhorou sua marca pessoal na prova quatro vezes. A última foi em 19 de junho, durante o Campeonato Nacional Esloveno, quando alcançou os 78,63 m – superou o índice olímpico (77 m) e se tornou recordista continental (a marca anterior era do argentino Juan Ignacio Cerra: 76,42 m, de 25 de julho de 2001).

Montanha, que conta com a orientação do técnico esloveno Vladimir Kevo, campeão olímpico em Pequim/2008 com Primoz Kosmuz, deve retornar à Europa após a disputa do Troféu Brasil. Qualificado para a disputa olímpica, está em busca de outro sonho: “Estou muito feliz por saber que consegui dar um passo importante. Agora, o foco é trabalhar para chegar em uma final olímpica.”

Juliana, que dominou o cenário do meio-fundo brasileiro (800 m e 1.500 m), disputará o Troféu Brasil pela primeira vez em suas novas provas: 3.000 m com obstáculos e 5.000 m. A atleta de 32 anos fez uma transição vitoriosa para as disputas de fundo desde que retornou às pistas depois de dar à luz Miguel, hoje com 5 anos.

A qualificação olímpica nos 3.000 m com obstáculos veio no Meeting de Oordegem, na Bélgica, em 28 de maio, com a marca de 9min39s33, superando, assim, a marca mínima para a disputa de agosto (9min45) e batendo o recorde sul-americano da prova. Ainda na temporada de treinos e competições na Europa, Juliana melhorou novamente o recorde pessoal: 9min38s63, em Praga. Logo após o Troféu Brasil, Juliana e o marido, Marílson Gomes dos Santos, já convocado para a disputa da maratona olímpica, viajam para a Colômbia, onde farão treinamento na altitude.

“É a minha primeira competição olímpica. É um sonho que eu vou realizar de estar participando dessa disputa e de estar com o Marílson (o maratonista Marílson Gomes dos Santos) e em casa”, comentou Juliana, que pensa em conseguir levar o filho Miguel para ver a maratona. “Como é no último dia de prova quem sabe eu consigo”, pensa Juliana. “Não tinha oportunidade melhor de estarmos juntos”, acrescenta Marílson, observando que o seu namoro e casamento com Juliana foi construído no atletismo.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Juliana e Montanha, recordistas sul-americanos e com índice olímpico, disputam o Troféu Brasil"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *