Impeachment é aprovado na Câmara e queda de Bendine na Petrobras é dada como certa

780 0

Da Redação – O Brasil amanheceu de forma diferente nesta segunda-feira (18), com uma nova realidade política, e a Petrobras também começa um novo período. Com a aprovação do impeachment na Câmara, realizada após votação finalizada neste domingo (17), a presidente Dilma Rousseff terá de deixar o cargo caso o Senado ratifique a decisão, como é esperado, e o presidente da Petrobras, Aldemir Bendine, que já estava na pontinha do telhado, terá que fazer as malas muito em breve.

E, com sua iminente queda, os nomes para sua sucessão já estão circulando nos bastidores do novo governo, que deve assumir o poder em pouco tempo, liderado por Michel Temer.

O mais cotado até agora, pela sua proximidade com o vice-presidente, é Moreira Franco, que já governou o estado do Rio e até janeiro de 2015 ocupava a Secretaria de Aviação Civil do governo petista. Seria uma opção com um viés mais político do que técnico. Na linha de possíveis escolhas há ainda outros três nomes fortes entre os rumores de bastidores.

Em ordem decrescente de força nos palpites dos correligionários de Temer estão o presidente da Fiesp, Paulo Skaf, outra opção de cunho político, pelo seu protagonismo no processo do impeachment; o presidente da Firjan, Eduardo Eugênio Gouvêa Vieira, que já atuou no setor por meio de investimentos de sua família, ligada ao grupo Ipiranga; e o presidente do IBP, Jorge Camargo, com longa trajetória no setor de óleo e gás e o nome natural do mercado.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Impeachment é aprovado na Câmara e queda de Bendine na Petrobras é dada como certa"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *