Hospital Municipal Universitário realiza semana sobre prematuridade

724 0

Da Redação – Apoiar as mães e pais que lidam diariamente com a prematuridade de seus filhos, e permitir que eles compartilhem as experiências e sentimentos dessa jornada. Esses são os objetivos da Semana de Sensibilização para a Prematuridade, realizada entre os dias 17 e 19 pelo Hospital Municipal Universitário (HMU), que integra a rede municipal de saúde de São Bernardo. Uma série de atividades foi planejada para integrar ainda mais os familiares e as equipes de cuidados, e comemorar os avanços conquistados.

Na terça-feira (17), o hospital promove roda de conversa entre mães e pais de bebês prematuros que estão internados no HMU, onde terão oportunidade de falar sobre suas experiências e discutir temas ligados ao nascimento precoce. Durante o encontro, vão receber como lembrança cartão personalizado com o “carimbo” dos pezinhos de seus filhos.

Também serão realizadas atividades coletivas para que as mães aprendam as técnicas de terapia e relaxamento executadas pela equipe do hospital, como o banho de ofurô, redeterapia e shantala (massagem indiana para crianças).

A programação continua na quarta-feira (18), quando as mães que estão com bebês internados na UTI Neonatal terão a oportunidade de conhecer e conversar com mulheres que, em anos anteriores, já vivenciaram as mesmas expectativas e ansiedades. Durante a interação entre os dois grupos de mães, as participantes serão convidadas a escrever cartas com o tema “Você Cuidou de Mim”, em agradecimento ao profissional do HMU que acompanhou seus filhos durante o período de internação.

O encerramento será feito na quinta-feira (19). Mães e trabalhadores do HMU assistirão à palestra sobre prematuridade, ao depoimento de mães de bebês que já receberam alta e ao vídeo produzido durante a semana. “Acreditamos que a interação tanto entre as mães quanto entre elas e a nossa equipe possa produzir outros sentidos e significados para esse período de incertezas. Mães de bebês prematuros passam muitas horas dentro do hospital, vivendo a angústia de não poderem levar seus filhos para casa, e vendo esses bebezinhos tão pequenos lutando pela vida. É preciso dialogar e renovar a esperança”, afirma a superintendente do HMU Isabelle Mayuri Tatsui.

O Dia Mundial da Prematuridade, comemorado em 17 de novembro, foi instituído pela Organização Mundial da Saúde (OMS) para alertar sobre o crescente número de prematuros. Em média, por ano, em todo o mundo, 15 milhões de crianças nascem antes da 37ª semana de gestação, o que representa cerca de 10% dos partos. A proporção também se repete no Brasil e no município.

O HMU realiza 100% dos partos de alto risco em pacientes do SUS na cidade. Nesses casos, é comum os bebês nascerem antes do previsto e demandarem cuidados intensivos. Assim, o hospital tornou-se referência em atendimento humanizado aos prematuros e suas famílias, e oferta ampla rede de cuidado que envolve, além de médicos e enfermeiros, profissionais de várias áreas, como fisioterapeutas, fonoaudiólogos, psicólogos, nutricionistas, assistentes sociais e terapeuta ocupacional.

O hospital, que registra média mensal de 40 nascimentos prematuros, conta com 20 leitos de UTI (Unidade de Terapia Intensiva) Neonatal e 24 da UCI (Unidade de Cuidados Intermediários). É durante o período de internação que os bebês concluem seu desenvolvimento – é preciso superar a imaturidade pulmonar, a fraqueza óssea e a hipoglicemia – e têm monitorado seu delicado estado de saúde, o que permite intervenção imediata nos casos de agravamento.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Hospital Municipal Universitário realiza semana sobre prematuridade"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *