Hospital de Clínicas completa 2 anos e dobra cirurgias e consultas

663 0

Da Redação – O Hospital de Clínicas Municipal (HC), que completou dois anos de funcionamento neste domingo (13), dobrou o número de cirurgias e consultas médicas realizadas em 2015, no comparativo com o ano passado. O desempenho foi possível graças à ampliação do número de especialidades atendidas, e consolida o hospital como referência em cuidado de média e alta complexidade na rede pública de São Bernardo.

A unidade hospitalar encerrará 2015 com cerca de 3.350 cirurgias feitas, média de nove por dia. O aumento em relação a 2014 foi de 128,4%, quando foram contabilizados 1.469 procedimentos. A maioria das cirurgias foi feita em caráter de urgência ou emergência. Já o número de consultas saltou de 14.266 para 27.988, ampliação de 96,2%.  O HC realiza cirurgias gerais, cardíacas, neurocirurgias e também em otorrinolaringologia e ortopedia/traumatologia. As consultas são ligadas a essas especialidades e realizadas mediante encaminhamento.

O superintendente do HC, Daniel Beltrammi, destaca que o hospital assumiu o desafio de priorizar as atividades de alta complexidade, que envolvem aporte maior de recursos e também o atendimento a pacientes em nível de gravidade maior. “O hospital nasceu e atua em sintonia com as necessidades da rede de saúde, e por isso vem desempenhar esse papel de servir como retaguarda de urgência e emergência. O HC oferece internações clínicas para pacientes agudos que estejam nas nossas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento) e HPSC (Hospital e Pronto Socorro Central). Reduzimos sensivelmente o número de pessoas que aguardavam vagas de internação ou cirurgias complexas nesses locais”, comenta.

Beltrammi cita como exemplo as cirurgias em ortopedia, que respondem por 70% do total de cirurgias realizadas pelo HC neste ano. “Hoje o HPSC tem um ou nenhum paciente aguardando cirurgia deste tipo. Antes, eram 15, 20 pacientes esperando a transferência. Sem dúvida o HC ampliou a capacidade da rede pública de São Bernardo de cuidar bem das pessoas”, afirma.

O superintendente também destaca o serviço de hemodinâmica em cardiologia, pelo qual são realizados os exames de cateterismo e as angioplastias (desobstrução da artéria coronariana). É o único da região do Grande ABC que funciona em regime de 24 horas para casos urgentes e, desde que foi inaugurado, há um ano, realiza média de um procedimento por dia. Isso representa um grande avanço no tratamento de infartados, que se submetem à angioplastia pouco tempo depois de sofrerem a parada cardíaca, aumentando as chances de sobrevivência e diminuindo as sequelas.

Inaugurado em 2013, o HC vem gradativamente ampliando a oferta de serviços. O parque de diagnóstico por imagem está em pleno funcionamento, e conta com raio X,  ultrassonografia, eletrocardiograma, ressonância magnética e tomografia – esses dois últimos atendem a pacientes encaminhados por toda a rede.

Cuidado diferenciado – Com 36 mil m² de área construída, tem 11 pavimentos e arquitetura que privilegia o cuidado humanizado, que garante aos pacientes a presença ininterrupta de um acompanhante durante o período de internação. A infraestrutura imponente chama a atenção, mas há outro componente fundamental que faz do HC um hospital contemporâneo, mais próximo das necessidades de saúde atuais da comunidade.

“O modo como organizamos o cuidado é um diferencial. Em geral, os hospitais trabalham com plantonistas. No HC, a maioria dos nossos profissionais está todos os dias no hospital. Isso permite que médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, assistentes sociais, fonoaudiólogos, psicólogos e nutricionistas estabeleçam vínculo com os pacientes e planejem melhor esse cuidado. Além disso, o médico não toma decisões sozinho. Ele tem um apoio muito grande da equipe multiprofissional. Todos os dias, nas unidades de internação, há reuniões para discutir os casos e quais os objetivos que nós devemos alcançar com cada pessoa que está internada conosco”, explica Beltrammi.

A atenção integral ao paciente e a dedicação das equipes têm mantido elevado o índice de satisfação dos usuários. O SOU (Soluções e Orientação ao Usuário), serviço de ouvidoria disponível nos hospitais da rede municipal de São Bernardo, registrou cerca de 2.000 elogios ao HC no segundo ano de funcionamento da unidade.

Um deles foi do coordenador de vendas Carlos Alberto Russini, morador do bairro Pauliceia. Ele se diz surpreso com a qualidade do atendimento que sua mãe recebeu durante os 20 dias em que permaneceu internada. “Ficamos impressionados porque os profissionais foram mais do que atenciosos. Eles foram carinhosos, tanto com a minha mãe quanto comigo, que estava de acompanhante. É de se admirar que exista um hospital tão humanizado. Não esperava esse tipo de tratamento pelo SUS. Foi como se estivéssemos em família”, diz.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Hospital de Clínicas completa 2 anos e dobra cirurgias e consultas"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *