Hoje, censurar é melhor que investigar…

80 0

* Márcia Lia – O episódio de censura a reportagens do jornalista Luís Nassif sobre o banco BTG Pactual sob a justificativa de que o site “transbordou os limites da liberdade de expressão” coloca nossa combalida democracia no banco dos réus.

O BTG, que tem entre seus fundadores o ministro da Economia Paulo Guedes, não aceitou que o jornalista informasse, entre outras, sobre uma compra de uma carta de crédito por R$ 370 milhões, mas o valor real era de quase R$ 3 bilhões. Fica evidente o direcionamento que a elite financeira aliada à elite da velha política que comanda o Palácio do Planalto está dando ao país.

E mais, a usual forma de dois pesos e duas medidas salta aos olhos quando acessamos a história recente, de ataques produzidos a dedo em reportagens contra o PT, o ex-presidente Lula e a então presidenta Dilma Rousseff. Reportagens plantadas em jornais serviram de base para muitos inquéritos e até processos, alguns hoje anulados, tamanha inconsistência das acusações. Mas mancharam reputações e condenaram Lula por convicção.

Hoje, neste pandêmico 2020, um juiz toma o caminho inverso e censura as reportagens.

O desrespeito à Constituição e a perseguição aos opositores, venham eles de onde vierem, está se tornando corriqueiro desde o processo viciado de impedimento de Dilma Rousseff na Presidência.

Mesmo a mídia tradicional e oligárquica já sofre com os ataques do presidente da República. E a imprensa progressista e livre, sofre neste episódio mais um golpe perigoso.

Deixo aqui toda a minha solidariedade ao jornalista Luís Nassiff, que realiza o trabalho que hoje poucos profissionais de imprensa têm autonomia para fazer.

  • Márcia Lia é deputada estadual pelo PT de São PT
Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Hoje, censurar é melhor que investigar…"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *