Grupo Pandora de Teatro divulga projetos selecionados para 6º Ato Artístico Coletivo Perus

102 0

O Grupo Pandora de Teatro anunciou nesta quinta-feira (11) a relação de artistas e coletivos selecionados para integrar a programação do 6º Ato Artístico Coletivo Perus, que será realizado virtualmente em março

Da Redação – Para esta 6ª edição do Ato Artístico Coletivo Perus, o Grupo Pandora de Teatro, responsável pela realização do evento e pela gestão da Ocupação Artística Canhoba, recebeu cerca 700 inscrições de projetos de artistas e coletivos dos estados de Alagoas, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Goiás, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, São Paulo, Sergipe e Tocantins.

De 21 de janeiro a 4 de Fevereiro de 2021 o grupo abriu um edital de chamamento para pessoas interessadas em integrar a programação do 6º Ato Artístico Coletivo Perus, um grande festival de inventividades virtuais com apresentações e ações de formação, que será realizado entre os dias 04 e 07 de Março de 2021, nas redes sociais e canal do YouTube do Grupo Pandora de Teatro e da Ocupação Artística Canhoba. 

Com atividades culturais gratuitas, o festival trará múltiplas linguagens buscando valorizar e fomentar as criações artísticas desenvolvidas em tempos de pandemia e isolamento social, além de celebrar o aniversário de cinco anos da Ocupação Artística Canhoba, espaço público cultural e atual sede do Grupo Pandora de Teatro.

Nesta quinta-feira (11 de fevereiro) o grupo divulgou em suas redes sociais as treze propostas selecionadas pela comissão, que analisou cada um dos projetos e deu preferência a artistas e coletivos sediados em regiões periféricas.

Confira os selecionados com as propostas que irão compor a programação do festival:

CINEMA

Manual Como Conter uma Raça Poderosa – Vagner Jesus (@ovagnerjesus) – Salvador, BA

CIRCO

Birita Procura-se – A Casa das Lagartixas (@acasadaslagartixas) – São José dos Campos, São Paulo, SP

Circo Wi – Fi das Praiaças – Praiaças – Movimento de Palhaçaria da Baixada Santista (@praiacas) – Santos, SP

MÚSICA

Funmilayo Afrobeat Orquestra (@funmilayoafrobeat) – Guarulhos, SP

Show Na Capela dos Capuchinhos – Pássaro Vivo (@soupassarovivo) – Patos de Minas, MG

DANÇA

Autonomia Periférica – Coletivo Noroest (@coletivonoroest) – São Paulo, SP

Ficção – Dançar Álbuns Inteiros – Álvaro Dantas (@alvarodantas2) – Parnamirim, RN

TEATRO

Diana Luana – Companhia O Grito (@ogritociadetheatro) – São Paulo, SP

Corre Menino – Anomia Coletivo (@anomiacoletivo)- São Paulo, SP

Freud-Einstein, Maio de 1933 – Cia. Circo Mínimo (@Circominimo) – São Paulo, SP

Pedro e o Lobo – Giramundo Teatro de Bonecos (@giramundogrupo) – Belo Horizonte, MG

Auroras: Mulheres que criam – Baciada das Mulheres do Juquery (@baciadadasmulheres) – Franco da Rocha, SP.

Esta Mensagem Foi Apagada – Reversa Companhia de Teatro (@amanda__stahl) – Indaiatuba, SP

A ação faz parte do projeto aprovado pelo Edital 40/2020 – Produção e realização de festival de cultura e economia criativa com apresentação Online – Programa de Ação Cultural (ProAC Expresso LAB) | Governo do Estado de São Paulo | Governo Federal | Lei Aldir Blanc.

A primeira edição do Ato Artístico Coletivo Cimento Perus, foi realizada em 2012, com o apoio da 24ª edição do Programa Municipal de Fomento ao Teatro, e tinha o objetivo de impulsionar o Movimento pela Reapropriação da Fábrica de Cimento Portland Perus, composto por ex-trabalhadores, moradores de Perus e região, que há mais de 30 anos lutam pela desapropriação da antiga Fábrica e transformação do local em um Centro de Lazer, Cultura e Memória do Trabalhador. 

Desde então, foram quatro edições do “Ato Artístico Coletivo Perus” (2014, 2015, 2018 e 2019) organizadas de forma coletiva. Um festival cuja premissa é fortalecer a criação artística na região, apoiando polos culturais e ocupações artísticas do bairro de Perus, tecendo um território de desenvolvimento mediado pela arte, pela cultura, pelo meio ambiente e pela educação, se expandiu nesta edição para abarcar artistas de outros estados e cidades brasileiras, enaltecendo a importância de se criar redes de fortalecimento entre artistas diante do cenário complexo enfrentado pelo setor cultural diante da crise da COVID-19.

O Grupo Pandora de Teatro, responsável pela organização do evento, é formado por Caroline Alves, Filipe Pereira, Lucas Vitorino, Rodolfo Vetore, Thalita Duarte e Wellington Candido. Em 2021, o grupo comemora 17 anos de pesquisa continuada no bairro de Perus e 05 anos de ocupação do Cine Teatro Pandora – Ocupação Artística Canhoba, um espaço público ocioso, que estava abandonado há seis anos sem cumprir qualquer função social, que foi transformado em um importante polo cultural, aberto ao público, visando o fazer artístico como um ato social e político dentro do bairro. 

O Cine Teatro Pandora – Ocupação Artística Canhoba é um espaço cultural diversificado voltado a trabalhar a representatividade, a pluralidade e a coletividade, que busca o desenvolvimento dos artistas da região de Perus e a formação de uma rede de fortalecimento mútuo. Além de exercer a função social da propriedade, o local reduz a escassez de espaços culturais públicos nesta região periférica da cidade, tendo a cultura como um exercício duradouro e um direito à cidadania.

Serviço – Resultado – Edital de Chamamento – 6º Ato Artístico Coletivo Perus. Divulgação da lista de selecionados: 11/02/2021. Onde: www.facebook.com/ocupacaoartisticacanhoba ou www.facebook.com/grupopandora.deteatro Instagram:@grupo_pandora_de_teatro e @ocupacaoartisticacanhoba YouTube: https://www.youtube.com/user/grupopandorateatro

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Grupo Pandora de Teatro divulga projetos selecionados para 6º Ato Artístico Coletivo Perus"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *