Futebol masculino do Brasil, enfim, é ouro em Olimpíadas

661 0

wevwerton * Wilson Moço – Foi intenso e tenso até o último segundo, mas quiseram os deuses do planeta bola que a primeira medalha de ouro olímpica do futebol brasileiro fosse conquistada no mesmo Maracanã onde a seleção perdeu o título da Copa do Mundo de 1950, derrota que até hoje está na lembrança de milhões de brasileiros. Derrota considerada como uma tragédia e que deixou como maior vilão o goleiro Barbosa, culpado pelo gol que deu o título aos uruguaios. A pátria de chuteiras chorou de tristeza naquele dia, mas desta vez chorou de alegria. Primeiro com a defesa de Weverton no quinto pênalti batido pela Alemanha. E depois comemorou com o pênalti convertido por Neymar, que redimiu a seleção brasileira olímpica.

neymarQuis o destino que a partida da tarde/noite deste sábado (20) contra a Alemanha, decidida nos pênaltis, tivesse como maior herói entre tantos heróis justamente um goleiro, Weverton, que defendeu a quinta cobrança da Alemanha e deu a chance de o Brasil chegar ao tão sonhado ouro. Quis também o destino que o último pênalti do Brasil ficasse para Neymar, craque acima da média constestado em muitos momentos e que, contundido, ficou de fora na semifinal diante da mesma Alemanha na Copa do Mundo de 2014, disputada no Brasil, quando a seleção amargou provavelmente a maior derrota em sua história, numa goleada de 7 a 1.

Os fantasmas daquele jogo no Mineirão certamente assombraram a torcida brasileira desde que ficou definido que a final seria entre Brasil e Alemanha. Afinal, havia o temor de que as tragédias de 1950 e de 2014 se repetissem, inclusive porque o jovem time brasileiro entraria em campo carregando o peso daquelas duas derrotas, pois iria decidir o ouro no Maracanã e contra o país que humilhou a seleção na sua própria casa. Medo que virou confiança no momento em que Neymar fez belo gol de falta, ainda no primeiro tempo, quando os brasileiros dominavam o jogo.

Medo e fanstamas que voltaram a atemorizar os brasileiros quando a Alemanha empatou no segundo tempo, numa desatenção da seleção que já não apresentava o futebol seguro da primeira etapa. Deu a impressão de que a vitória parcial de 1 a 0 e o domínio da partida deram aos meninos do Brasil a certeza de que o ouro estava garantido, e eles voltaram para o segundo tempo um tanto quanto senhores de si.

Só que o empate alemão assustou, trouxe os meninos de volta à realidade e o Brasil voltou a jogar com raça e encurralar os adversários. Poderia ter vencido, mas perdeu algumas oportunidades e o jogo foi para a prorrogação. Nada mudou no placar, embora a seleção tenha insistido em buscar o ataque e perdido boas chances de gol, sobretudo com Filipe Anderson, enquanto os alemães davam impressão de querer mesmo era levar a decisão para os pênaltis, ou supreender e achar o gol do ouro no contraataque.

Nem um nem outro. Ficou mesmo no 1 a 1 e a decisão do ouro foi para os temidos pênaltis, aqueles que no jargão do futebol se diz que são de tanta responsabilidade que deviam ser batidos pelos presidentes dos clubes. Tensão e medo, tanto dentro quanto fora de campo. Assim como nos 120 minutos do tempo normal e prorrogação, a disputa foi levada pau a pau até a última cobrança, quando Neymar bateu no canto esquerdo do goleiro, que saltou para o direito: 5 a 4. Finalmente o futebol brasileiro chegava ao tão sonhado ouro olímpico, depois de três pratas e dois bronzes. A torcida explodiu de felicidade no estádio e nos quatro cantos do Brasil.

Neymar desabou em prantos no gramado. De felicidade, claro, e até de alívio, porque como capitão do time, tirou uma montanha de responsabilidade das costas. Se perdesse o pênalti, como Messi perdeu na decisão da Copa América contra o Chile, e o Brasil perdesse muito provavelmente seria o novo Barbosa.

Mas quiseram os deuses do planeta bola que Weverton defendesse uma cobrança e Neymar marcasse na última bola do jogo para colocar a medalha de ouro no peito de todos os brasileiros…

Frase:

Parabéns a todos, principalmente a meus colegas de posição, Weverton e Uilson! E muito obrigado pela homenagem. Parabéns Neymar! Vocês mereceram!

Fernando Prass, goleiro do Palmeiras, que seria o titular da Seleção Brasileira e acabou sendo cortado por conta de uma grave contusão no cotovelo antes da estreia nas Olimpíadas Rio 2016


JOGO RÁPIDO

SÓ ALEGRIA

  • O atacante Neymar, que vinha sendo muito cobrado pelo seu desempenho nos últimos jogos da Seleção Brasileira, teve nestes Jogos Olímpicos do Rio a sua redenção. Mas não foi só dentro de campo. Além de marcar o gol brasileiro no tempo normal e ainda converter o último pênalti que decretou a derrota dos alemães (graças também ao pênalti alemão defendido por Wewerton), Neymar marcou um golaço fora de campo. Ele e a atriz Bruna Marquezine foram clicados juntos na arquibancada do Maracanã logo depois de o Brasil conquistar o ouro nos Jogos Olímpicos.

VOLTA NEYMAR…

  • Um registro dos dois postado no Twitter causou reações entre internautas, que pediram ao ex-casal que reate o relacionamento. A atriz Tatá Werneck também pediu a volta do namoro em seu Instagram. “Bruna, volta pro Neymar pelo amor de Deus e me manda foto”, escreveu ela ao parabenizar o atleta.

É OURO TAMBÉM…

  • A conquista da medalha de ouro inédita no futebol masculino deixou todos os atletas da seleção emocionados com feito. E, na hora de receber a premiação, parte dos jogadores fez questão de homenagear o goleiro Fernando Prass, do Palmeiras, que foi cortado por uma contusão no cotovelo. Muitos dos jogadores exibiam a camisa verde com o nome de Prass e o número 1. Uma homenagem merecida ao veterano goleiro, que participaria pela primeira vez de uma partida com a camisa da seleção brasileira. Após a partida, Prass fez questão de agradecer o carinho dos companheiros em sua rede social.

SABEM POUCO…?

  • A final do vôlei feminino foi uma espécie de redenção para o sexteto do Brasil. É que o time foi eliminado nas quartas de final da competição justamente pelas campeãs olímpicas. Neste sábado (20), no Maracanãzinho, as chinesas superaram a Sérvia, por 3 sets a 1, e subiram no lugar mais alto do pódio. A vitória resulta no tricampeonato olímpico da China no vôlei feminino. Antes disso, o país asiático havia vencido o torneio nas edições de Los Angeles-1984 e Atenas-2004. Além disso, as chinesas possuem mais três medalhas: uma prata (Atlanta-1996) e dois bronzes (Seul-1988 e Pequim-2008).

ELEGÂNCIA

  • A atacante Marta, que ficou sem medalha com o bom time do Brasil, se sentiu contemplada com o ouro do masculino. Presente no Maracanã, Marta se disse feliz com a conquista da medalha de ouro brasileira. Neste sábado (20), o time de Rogério Micale venceu a Alemanha na decisão por pênaltis. Questionada sobre Neymar, Marta elogiou a atuação do camisa 10, responsável pelo gol brasileiro e por efetuar a última cobrança na disputa de pênaltis. “Ele foi bem, foi bom. Chamou o jogo o tempo inteiro. É difícil jogar com uma equipe com os 10 lá atrás. Mas o individualismo foi primordial. Ele cavou a falta… Feliz demais”, destacou.

EMBURRADINHO

  • Foi impressão minha ou o Gabigol, que nem os fez à profusão nestas Olimpíadas, saiu de cara amarrada quando foi substituído pelo técnico Rogério Micale, minutos antes levou uma dura em alto e bom som do atacante Neymar (‘vamos jogar bola, P….’). Até na hora de vir para campo receber as medalhas o Gabi(sem)gol ficou de cara feia, enquanto o time todo comemorava a conquista. E quer saber mais. Se eu fosse treinador, ele nem voltava para o segundo tempo… A entrada do Rafinha deu mais agilidade ao ataque brasileiro.

 

 

24540_119355818076389_6557068_n* Wilson Moço é jornalista, com passagens pelos jornais Diário do Grande ABC nas funções de repórter e editor-assistente de Esportes, de Política e de Setecidades, além de redator da Primeira Página; Gazeta Esportiva, como chefe de reportagem e editor-assistente; Bom Dia ABCD, como editor; ABC Repórter, como editor; e Revista Livre Mercado, como editor-executivo, além de atuar na Secretaria de Comunicação das Prefeituras de Santo André e São Bernardo. Contatos com o autor e colunista pelo e-mail wilsonmoco53@gmail.com

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Futebol masculino do Brasil, enfim, é ouro em Olimpíadas"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *