Fundo Social de Solidariedade qualifica 270 alunos no segundo semestre

1082 0

Da Redação – Cerca de 270 alunos dos cursos de qualificação profissional ministrados pelo Fundo Social de Solidariedade de Ribeirão Pires, em parceria com o Centro de Formação Profissionalizante Professor Paulo Freire, receberam seus certificados durante formatura realizada nesta terça-feira, dia 12, no Salão dos Lagos do Hotel Estância Pilar, no bairro Santa Luzia. O grupo de formandos, das turmas do segundo semestre, é composto por alunos da Escola da Beleza – Assistente de Cabeleireiro, Padaria Artesanal, Informática e Corte e Costura, além dos cursos extras de Boas Práticas em Manipulação de Alimentos e Atendimento ao Cliente, em parceria com o Sipan/Aipan e o Senai.

A primeira-dama e presidente do Fundo Social de Solidariedade de Ribeirão Pires, Flávia Dotto, ressaltou a importância dos cursos de qualificação profissional para geração de renda. “É importante que as famílias tenham a oportunidade de mudar a sua história de vida. Estamos sempre buscando melhorar a qualidade de vida dos moradores da nossa Estância”. Aproveitando a ocasião, a primeira-dama anunciou o curso de pedraria como extensão de Corte e Costura. “Num passado recente, ações de capacitação profissional eram negligenciadas pela administração pública. Essa formatura é fruto do esforço coletivo do Fundo Social de Solidariedade e parceiros. Parabéns a todos que aproveitaram a oportunidade de absorver conhecimento”, completou o prefeito de Ribeirão Pires, Adler Teixeira – Kiko.

Tendo realizado ações sociais com os idosos do Lar Espírita Dr. Adolfo Bezerra de Menezes – LABEM, Associação Ribeirãopirense para Integração Social – ARIS e Associação Viva Bem a Idade que Tem; o curso de Assistente de Cabeleireiro, ministrado pela professora Shirley Leôncio, formou mais 20 alunos, entre homens e mulheres, com idades entre 17 e 50 anos. Entre os tópicos desenvolvidos no curso estão atendimento ao público, corte, escova e colorimetria básica. Portadora de deficiência auditiva, Alexandra Marjori, 32 anos, moradora da Vila Sueli, contou com o apoio de tradutora cedida pela Secretaria de Participação, Acessibilidade e Inclusão Social (SPAIS) para concluir o curso de Assistente de Cabeleireiro. “É o primeiro diploma da minha vida. Agora eu tenho uma profissão. Só tenho a agradecer a Prefeitura por ter disponibilizado o intérprete de libras para que eu pudesse aprender”.

As alunas do curso de Corte e Costura, ministrado pela professora Lucilene Claudino Nascimento, repetiram o sucesso do semestre passado e realizaram desfile com as peças confeccionadas ao longo do módulo. “Ex-alunas já abriram seus negócios, oficinas de costura, e conseguem viver desta renda”, disse Lucilene.

Total 0 Votes
0

Tell us how can we improve this post?

+ = Verify Human or Spambot ?

Nenhum comentário on "Fundo Social de Solidariedade qualifica 270 alunos no segundo semestre"

Leave a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *